Celebridades, subcelebridades e tudo sobre televisão de maneira ácida e divertida.

Menina engole 23 ímãs após ver vídeo no TikTok e vai parar no hospital

A mãe da menina disse que os ímãs eram usados ​​para imitar piercings de língua em vídeos que a criança viu no TikTok

atualizado 27/09/2021 7:55

Menina engole 23 ímãs após ver vídeo no TikTok e vai parar no hospitalReprodução

A mãe de uma menina de 6 anos de idade, em Lewes, Sussex, fez um alerta aos pais porque a filha dela teve que ser levada às pressas para o hospital após engolir 23 ímãs.

Segundo a mulher, identificada apenas de Tanith, a menina brincava com os objetos na escola antes de levá-los para casa, no intuito inicial de fazer joias para uma boneca.

0

De acordo com a mãe, a criança assistiu a vídeos no TikTok, que mostravam os ímãs sendo usados para imitar piercings de língua.

Ao longo de vários dias, ela foi engolindo as peças, que causaram lesões em seu intestino. Ela começou a sentir dores de estômago em 12 de setembro, e vomitava há dois dias quando os pais a levaram ao Hospital Infantil Royal Alexandra. Lá, foi diagnosticada com apendicite.

Quando o cirurgião pediátrico Costa Healy iniciou a operação para remover o apêndice, a equipe médica encontrou um cordão de ímãs no intestino da menina. Os pais encontraram outros ímãs no quarto da criança.

O cirurgião do Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido (NHS, na sigla em inglês) disse que os ímãs eram “potencialmente fatais”.

Brincadeira perigosa

Em entrevista à BBC, Tanith fez um alerta para que os pais tenham cuidado com o conteúdo que os pequenos veem nas redes sociais.

“Quero alertar os pais sobre os perigos de seus filhos brincarem com ímãs. Quero reforçar o quão perigosos esses ímãs realmente são”, disse.

Depois da intervenção cirúrgica de grande porte, que deixou uma cicatriz de 10cm de comprimento, a criança teve alta na segunda-feira (20/9) e se recupera em casa. Por sorte, ela não terá danos permanentes.

O NHS emitiu um alerta depois que pelo menos 65 crianças foram internadas no hospital para cirurgia urgente nos últimos três anos após engolir esses ímãs.

Últimas notícias