Celebridades, subcelebridades e tudo sobre televisão de maneira ácida e divertida.

Lima Duarte desabafa após morte de Flávio Migliaccio: “Eu te entendo”

Na gravação, o ator veterano fala sobre a carreira na dramaturgia e a morte do amigo e colega de profissão

atualizado 06/05/2020 9:29

lima duarte em o outro lado do paraísoGlobo/Raquel Cunha

O ator Lima Duarte, de 90 anos, gravou um vídeo com um desabafo emocionante em homenagem ao amigo e colega de trabalho Flávio Migliaccio, morto na última segunda-feira (04/05).

Na gravação, o ator veterano fala sobre a carreira na dramaturgia e sobre a morte de Migliaccio, apontada como suicídio. “Eu te entendo, Migliaccio, porque eu, como você, sou do Teatro de Arena, com Paulo José, Chico de Assis, com o (Gianfrancesco) Guarnieri. Foi lá que aprendemos com o (Augusto) Boal que era preciso, era urgente que se pusesse o brasileiro em cena”, diz.

Lima Duarte também lembra de momentos difíceis enfrentados pelos artistas durante a ditadura militar e afirma: “Agora, quando sentimos o hálito putrefato de 64, o bafio terrível de 68, agora, 56 anos depois, quando eles promovem a devastação dos velhos, não podemos mais. Eu não tive a coragem que você teve”, desabafa.

Na gravação, de quase cinco minutos, o ator finaliza. “Os que lavam as mãos, o fazem numa bacia de sangue. Eu já li, muitas vezes, que as pessoas que não querem assumir nenhuma culpa acabam lavando as mãos em bacias de sangue. E esse sangue, depois bem que se vê nas mãos!”, diz.

Morte de Flávio Migliaccio

O boletim de ocorrência registrado no 35º Batalhão de Polícia Militar de Rio Bonito, no Rio de Janeiro, indica que o ator Flávio Migliaccio, de 85 anos, cometeu suicídio. O corpo dele foi achado, nesta segunda-feira (04/05), pelo caseiro do sítio, localizado na Serra do Sambê.

Segundo o documento, o ator teria sido encontrado pelo caseiro já morto. Em um carta que circula nas redes e é atribuída ao ator, mostram um descontentamento com a forma como os idosos são tratados: “A impressão que foram 85 anos jogados fora num país como este e com esse tipo de gente que acabei encontrando”.

0
Carreira

Nome histórico da televisão brasileira, Migliaccio teve seu último papel na televisão brasileira em Órfãos da Terra, novela das 18h exibida em 2019. Na trama, ele vivia o personagem Mamede.

Nascido em 1934, em São Paulo, o ator é um dos precursores da televisão no Brasil, iniciando em 1972, como o Xerife da série Shazan, Xerife e Cia, já na Rede Globo.

Na emissora, Flávio participou de diversas produções. Entre as novelas, deu vida a personagens em O Salvador da Pátria (1989), Rainha da Sucata (1990), A Próxima Vítima (1995), Torre de Babel (1998), Senhora do Destino (2004) e Órfãos da Terra (2019).

Curiosamente, Flávio Migliaccio poderá ser visto na reprise de Êta Mundo Bom, que está no ar na faixa do Vale a Pena Ver de Novo. Na trama, ele vivia o dr. Josias da Conceição.

Últimas notícias