Bastidores da televisão, notícias da sua novela preferida e entrevistas com os principais atores

Novo presidente da Globo, Paulo Marinho, quer investir no streaming

O executivo tem 44 anos e é neto de Roberto Marinho, fundador das Organizações Globo

atualizado 14/10/2021 16:02

Paulo MarinhoSergio Zalis/Rede Globo/Divulgação

A mudança no comando da Globo deixaram alguns executivos da família de cabelo em pé. Apesar de ser considerado muito competente, Paulo Marinho, o novo presidente da Globo, tem apenas 44 anos; e a pouca idade foi motivo de crítica entre alguns funcionários da emissora. O medo dos mais antigos e tradicionais é que haja novas demissões e perda de identidade da Globo com muitas mudanças.

Não é segredo para ninguém que o novo presidente – que é neto de Roberto Marinho, fundador da Globo – quer investir no streaming e sua integração ainda maior com a TV aberta. Já os mais jovens gostaram da novidade, uma vez que o futuro da TV aberta precisa ser discutido sempre.

“A televisão tal como a conhecíamos, aquela que chegou ao Brasil há 70 anos e ganhou lugar de destaque na sala de casa, não é mais sinônimo de meio de distribuição. É a união do conteúdo de qualidade com a tecnologia para oferecer a melhor experiência”, escreveu ele na InfoMoney de fevereiro.

De acordo com Paulo, o Globoplay fechou 2020 com um aumento de 89% no número de assinantes. O fenômeno do BBB 21 também atingiu 43,7 milhões de pessoas na TV, em um esforço conjunto com a TV por assinatura, o streaming e as plataformas digitais. Fontes ouvidas pela coluna afirmam que Paulo fala muito bem a linguagem dos mais jovens e que sua preocupação é formar novos telespectadores, fazendo-os primeiro fiéis consumidores da plataforma de streaming.

Mudança

A partir de 1º de fevereiro de 2022 a presidência do grupo Globo será ocupada por João Roberto Marinho, Presidente do Conselho de Administração do Grupo Globo ao lado de Paulo Marinho, que assumirá o comando da Globo. Os dois líderes irão substituir Jorge Nóbrega, até então presidente executivo do grupo Globo e da Globo desde 2017 e único a não fazer parte da família. Na prática, as mudanças trazem de novo o comando do império da Globo para as mãos dos Marinho.

Últimas notícias