Bastidores da televisão, notícias da sua novela preferida e entrevistas com os principais atores

Conheça as novidades da décima temporada do The Voice Brasil

Reality musical estreia no dia 26 de outubro com um quinto técnico e algumas mudanças

atualizado 18/10/2021 17:04

Michel TelóTV Globo/Reprodução

Que nesta temporada o formato do The Voice Brasil está diferente de tudo que já se viu, todos já sabem. Mas as novidades na disputa não se limitam à ação de um quinto técnico. A fase Batalha dos técnicos volta ao programa, depois de alguns anos, com papel decisivo: é nela que Michel Teló entra com seu time completo na competição, rivalizando de igual para igual com os grupos de Carlinhos Brown, Claudia Leitte, IZA e Lulu Santos.

Trata-se de uma rodada com ares de final, já que os técnicos desafiam uns aos outros em duelos diretos, e a voz do técnico que perder a batalha é eliminada do reality. Outra novidade é que a decisão de qual time venceu o embate cabe, pela primeira vez, aos três técnicos que não estiverem participando do duelo. Tudo fica ainda mais acirrado com um bônus especial: o técnico que obtiver mais vitórias ao final de todos os duelos que participar ganha uma vantagem para a fase seguinte.
E tem mudança também na fase de Batalhas, que antecede a Batalha dos Técnicos. Ainda completando seu grupo, durante toda a fase, apenas Michel Teló pode usar o Peguei para levar vozes eliminadas para seu time.

Confira, abaixo, todos os detalhes de cada fase do The Voice Brasil, que estreia no dia 26 de outubro:

Audições às cegas – Na primeira fase, os candidatos se apresentam e são avaliados apenas pela voz. Os técnicos viram suas cadeiras e montam seus times: Time Brown, Time Claudia, Time IZA e Time Lulu. Se mais de um técnico virar, o participante é quem escolhe com quem quer trabalhar. Se o candidato não for escolhido para nenhum time, Michel Teló, que assiste tudo à espreita, pode escolher apertar o botão e levar a voz para o seu grupo. São 18 vagas em cada time, além das vagas do Time Teló. O botão de bloqueio fica disponível durante toda a fase. Com ele, os técnicos podem bloquear uns aos outros e o técnico bloqueado só descobre que está impedido de participar da disputa pela voz se decidir virar sua cadeira.

Tira-teima – Os técnicos Carlinhos Brown, Claudia Leitte, IZA e Lulu Santos precisam reduzir seus times e, para isso, escolhem seis vozes para se apresentarem novamente. Os candidatos são divididos em duplas do mesmo time e se enfrentam apresentando shows individuais, e somente um deles é escolhido por seu técnico para permanecer no programa. O outro, fica disponível para todos os demais times por meio do Peguei.

Batalhas – Com as equipes formadas, os técnicos Carlinhos Brown, Claudia Leitte, IZA e Lulu Santos dividem seus times em duplas para batalhar cantando a mesma música. Ao final da apresentação, o técnico decide qual dos dois candidatos permanece no time. Nesta etapa, somente o técnico Michel Teló pode usar o Peguei para resgatar os eliminados das performances.

Batalha dos técnicos – O Time Teló, já completo, entra definitivamente na disputa para competir de igual para igual com Time Brown, Time Claudia, Time IZA e Time Lulu. Nesta fase, um técnico desafia o outro para um duelo, cada um com uma voz representando seu time. Cabe aos três técnicos que não participam da disputa definir quem foi o vencedor. A voz do time que perder, deixa a competição. Ao final de todas as rodadas, o técnico que tiver mais vitórias ganha uma vantagem para a fase Remix.

Remix – Cada técnico tem seis vagas e pode escolher até três vozes de seu time para avançarem direto para a próxima fase. Os demais integrantes se apresentam disputando as vagas restantes. São duas rodadas de salvamento: na primeira, os técnicos salvam duas vozes de seus próprios times. Na segunda, as vozes ficam à disposição de todos os técnicos. O técnico com mais vitórias na fase Batalha dos Técnicos tem a vantagem de ser o primeiro a escolher as vozes para completar sua equipe, seguido pelos demais, por ordem de vitórias na fase anterior.

Shows ao vivo – Nos dois primeiros shows ao vivo da temporada, os técnicos dividem seus times em trios. No primeiro programa, metade do time canta e apenas uma voz é escolhida por votação do público para se classificar. No segundo programa, a outra metade se apresenta e o processo se repete. Assim, cada time vai para a Semifinal com duas vozes.

Semifinal – Os dois candidatos de cada time se apresentam individualmente, mas apenas um segue para a ‘Final’. Após o show, o público vota na sua voz predileta. Sem saber o resultado da votação, o técnico escolhe um dos participantes para receber uma pontuação bônus. O candidato que alcançar a maior pontuação, somando a porcentagem de voto do público e o bônus concedido pelo técnico, é o finalista do time.

Final – Na grande final, cabe ao público decidir o campeão. O vencedor ganha um prêmio de R$ 500 mil e assina contrato a Universal Music.

Mais lidas
Últimas notícias