Bastidores da televisão, notícias da sua novela preferida e entrevistas com os principais atores

Casa Kalimann: Rafa vai bem, mas show é confuso e sem personalidade

Com Angélica e Fernanda Lima sem um projeto, é complicado entender o objetivo de Casa Kalimann ter sido aprovado e produzido tão rapidamente

atualizado 29/04/2021 15:38

Rafa Kalimann com visual novo no Econtro com Fátima bernardes falando de BBBReprodução/Gshow

O primeiro episódio de Casa Kalimann ficou disponível no GloboPlay na primeira hora desta quarta- feira (28/4) e o nome de Rafa Kalimann parou nos assuntos em alta do Twitter. Normal. Tudo que a ex-BBB faz causa o maior reboliço. Talvez seja por isso que a modelo foi convidada por Boninho para comandar uma atração na plataforma de streaming da Globo. Mas Casa Kalimann não tem absolutamente nada a ver com a nova apresentadora. Rafa, que é um mulherão, não combina com aquele cenário que parece a mistura de um caminhão cheio de M&M com um sorvete napolitano derretido. Design, aliás, muito parecido com o que era visto no Programa da Maísa, no SBT.

Rafa é empoderada, gostosona, grande, cheia de personalidade. Ficou forçado e esquisito colocá-la naquele contexto mais divertido e infantil. A moça pode ter carisma e ser simpática, mas não ficou conhecida por ser engraçada, porque ela não é.

O programa é apresentado por ela, mas poderia ser por qualquer pessoa, já que não tem nada da personalidade da ex-BBB. Apesar de ter dito que estava nervosa, Rafa se saiu muito bem e parecia estar à vontade. Já os desafios da atração foram confusos e aleatórios. Nada combinava com nada, nada tinha ligação com nada. Um exemplo: a produção criou um “cômodo” da casa cheio de doces como se ela e Rafael Portugal (o primeiro convidado) estivessem na casa de João e Maria. O humorista, no entanto, disse que prefere salgado. Até Rafa (a apresentadora) ficou sem graça. “Pô, mente aí”, pediu ao xará. Ou seja: era o Rafael ali, mas poderia ser qualquer um. Exatamente como acontece também com Rafa Kalimann.

Fica difícil entender o porquê terem dado um programa para ela, que estava estudando para ser atriz e não apresentadora. Talvez a força comercial de Rafa tenha influenciado a direção na sua escolha. Mas com Angélica e Fernanda Lima sem um projeto, é complicado entender o objetivo de Casa Kalimann ter sido aprovado e produzido tão rapidamente.

Rafa tem carisma e esteve bem. O programa é entretenimento leve e despretensioso. Mas é uma atração que é tão confusa quanto seus cenários e desafios.

Quer ficar por dentro do mundo dos famosos e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesfamosos.

Últimas notícias