Marcas, ideias e pessoas que impactam no mundo da comunicação

Marketing por aplicativos é tendência na era digital

"Hoje em dia é comum que as pessoas façam tudo por aplicativos", afirma Bruno Niro, especialista em marketing digital

atualizado 20/07/2022 16:47

Oscar Wong/GettyImages

O levantamento Comscore, “Tendências e Comportamentos Digitais 2021”revelou um salto de 6% no uso de internet via smartphone ou tablet de 2020 para 2021. A pesquisa aponta que cerca de 112 milhões brasileiros estão conectados à internet por meio de um dispositivo móvel.

De acordo com um levantamento realizado pela empresa App Annie Intelligence, só no segundo trimestre do ano de 2021, a média diária de uso de smartphone do brasileiro era de 5,4 horas. Entre 2019 e 2021, o aumento do tempo médio foi elevado em 45%. Em 2019, a média diária de uso estava em 3,8 horas.

Hoje em dia é comum que as pessoas façam tudo por aplicativos. Este é um caminho sem volta, que a pandemia de Covid-19 apenas acelerou. Os internautas, principalmente os mais jovens, já fazem compras de roupas, comida, pagam contas e realizam muitas outras funcionalidades que o mercado de apps oferece. O e-commerce foi impulsionado pelo período pandêmico e teve aumento de 72% somente no primeiro trimestre de 2021, por exemplo.

Em um estudo realizado pela empresa de análise de dados, Statista, o mercado de mobile deve gerar mais de US$ 935 bilhões de receita no mundo todo até o ano de 2023. Com o alto número de usuários em apps, o mobile marketing permanece em ascensão e se torna outro dos principais fatores de crescimento do e-commerce brasileiro.

Podemos perceber que esta é uma das principais estratégias utilizadas pelas empresas para aumentar o número de potenciais consumidores e clientes por meio dos dispositivos móveis. É muito importante que estas marcas, que desejam ter vantagem competitiva e se destacar no mercado, passem a olhar com outros olhos o mercado de dispositivos móveis.

Bruno Niro é especialista em marketing digital com experiência há mais de 12 anos no setor.

Mais lidas
Últimas notícias