Tudo o que rola no universo dos famosos e da televisão, sob o olhar atento de Leo Dias e equipe.

Nego do Borel processa Duda Reis por calúnia, injúria e difamação

A ex-noiva do cantor o acusou de agressão e ameaças com vídeos íntimos em janeiro deste ano, após fim do relacionamento

atualizado 13/08/2021 22:27

Nego do Borel e Duda ReisReprodução

O cantor Nego do Borel entrou com processo de queixa-crime contra a ex-noiva Duda Reis por calúnia, injúria e difamação. Em janeiro deste ano, a influenciadora digital o acusou de agressão, ameaças com vídeos íntimos, além de dizer que o cantor guardava dinheiro ilícito em casa e um fuzil. Porém, a Polícia Civil de São Paulo divulgou nesta quinta-feira (12/8) laudo no qual aponta que as acusações não foram constatadas pela perícia.

Os policiais analisaram todas as contas bancárias e imposto de renda do cantor como pessoa física e jurídica, além de 3 aparelhos celulares, um iPhone 11 Pro, um 8 plus e um XR, um videogame PlayStation 4. da Sony, e computadores.

0

O laudo em relação ao dinheiro apreendido na casa de Nego é assinado pelo perito criminal contador Marco Aurélio Caprino e diz que o dinheiro é lícito: “Diante das informações acima, a perícia criminal entende que há evidências de que o valor de R$ 424.920,00 (quatrocentos e vinte e quatro mil, novecentos e vinte reais) em espécie (dinheiro) apreendido e, depositado em conta judicial no Banco do Brasil, teria origem lícita”.

Já o laudo que analisou os aparelhos eletrônicos também não constatou nada que comprovasse as acusações de Duda. O processo ainda corre na Justiça, mas Nego já entrou com um processo contra Duda Reis por calúnia, injúria e difamação.

Acusações de Duda Reis

No início do ano, a influenciadora digital registrou um boletim de ocorrência contra o ex na 1ª DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), em São Paulo, o acusando de estupro de vulnerável, ameaça, injúria, lesão corporal, violência doméstica e transmissão de HPV (infecção sexualmente transmissível).

De acordo com o Boletim de Ocorrência, ela ainda alegou que foi agredida pela primeira vez em 2018, durante o Carnaval, quando Borel teria apertado seus braços, resultando em lesões. No mesmo ano, ainda segundo ela, o artista a empurrou e a humilhou em um evento, o que causou outras lesões. Ela ainda requisitou medida protetiva com base na Lei Maria da Penha. Dessa maneira, Nego não podia contatá-la, nem se aproximar dela.

Todo o caso veio à tona quando Duda resolveu expor em suas redes sociais. O relacionamento dos dois durou três anos e chegou ao fim no final de dezembro. Eles chegaram a morar juntos por oito meses.

Últimas notícias
Mais lidas