Tudo o que rola no universo dos famosos e da televisão, sob o olhar atento de Leo Dias e equipe.

Mulher é denunciada por influencers e ex-BBBs por praticar golpes

Brasileira que mora nos Estados Unidos vende importados que nunca chegam ao Brasil. Prejuízo em um grupo de vítimas já está em R$ 600 mil

atualizado 25/07/2021 12:08

Reprodução

A ex-BBB 18 Patrícia Leitte e outros famosos foram vítimas de um golpe na internet e resolveram denunciar. Uma brasileira que mora nos Estados Unidos chamada Andréa Curi, que vende produtos importados e envia ao Brasil, fecha parceria com influenciadores para divulgação na web e consegue, através deles, lucrar com as vendas. Porém, os influenciadores e seus seguidores nunca recebem as mercadorias. Um grupo se juntou e descobriu que, junto, já perdeu mais de R$ 600 mil no golpe.

De acordo com Patrícia, Andréa, administradora da página comercial Dtiimports_usa no Instagram, vende e envia produtos dos Estados Unidos como celulares e tablets de marcas famosas. Para aumentar suas vendas, ela fecha parceria com influenciadores, que fazem publicidade da loja em suas redes sociais. “Com uns, ela fez a parceria correta, entregou o que foi programado, tudo certinho. E através disso, chegou a outros diversos influenciadores usando o álibi dos trabalhos anteriores que deram certo. Com isso, os influenciadores confiaram e aceitaram fechar com ela”, conta a ex-BBB e também influenciadora digital.

“Só que tem influenciador que faz o post mas não recebe os produtos, e também as pessoas que compram porque acreditam no testemunho daquele influencer. Com isso, ela gerou uma grande rede de golpes”, continua Patrícia. “Há uns dias que a gente (alguns influenciadores que são vítimas e seguidores) está se falando em um grupo no WhatsApp, onde a gente já somou mais de R$ 600 mil em prejuízo. Tem influenciadores grandes que foram enganados também, que até pagaram metade do produto com divulgação, e que também nunca receberam. E essa mulher está ilesa. A gente tem como provar tudo isso”, ressalta.

A influenciadora digital acredita que ninguém vai receber o dinheiro de volta, nem os importados, mas acredita que denunciar pode impedir que Andréa faça novas vítimas. “Nós queremos muito divulgar esse caso para que outras pessoas não caiam no golpe, assim como a gente caiu, e que ela seja punida, que seja exposta na mídia para que as pessoas vejam quem é ela. Ela aplicou quase R$ 600 mil de golpe no país e não deu em nada. Ela está lá nos Estados Unidos usufruindo do dinheiro da galera aqui, que rala tanto na pandemia para conseguir. É triste. Sensação de impunidade muito grande”, desabafa Patrícia.

0

Últimas notícias