Tudo o que rola no universo dos famosos e da televisão, sob o olhar atento de Leo Dias e equipe.

Médico fala sobre a Síndrome de Burnout que inspirou single de Beyoncé

Break My Sould da cantora virou hino de um movimento para pedir demissão em massa nos EUA

atualizado 15/08/2022 16:17

Mulher com celular e computadorPexels

A cantora Beyoncé voltou ao topo das paradas da Billboard com a música Break My Soul após tornar a faixa em um hino que representa um movimento de pedidos de demissão em massa, que iniciou nos EUA e tem se propagado por diversas partes do globo. Para entender melhor a síndrome, o movimento e sua relação com a música, a coluna conversou com o médico José Fernandes Vilas (especializado em neurologia e psiquiatria clínica), que é referência nacional no assunto.

“A obra descreve alguém com sintomas evidentes de quem sofre da síndrome do esgotamento profissional, que é o fenômeno resultante do desgaste físico e mental devido o excesso de trabalho que foi mal administrado ao longo do tempo”, relata o doutor.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

“Eu acabei de me demitir, e vou encontrar um novo lugar. Eu vou explodir, tirar essa carga. Vou encontrar um novo estímulo. Caramba, eles fazem eu me esforçar tanto. Trabalho às nove, depois das cinco/ E eles forçam meus nervos. É por isso que não consigo dormir à noite”, diz a cantora nos versos de sua nova música.

“A síndrome de burnout é caracterizada como uma exaustão física e mental, ausência de insight profissional e a despersonalização que seriam: se sentir cansado o tempo todo, não conseguir produzir, ter dificuldades em bater metas, falhas de memória, dificuldade com o sono, irritabilidade, falta de empatia com as pendências relacionadas com a sua profissão e se sentir totalmente fora de conexão com o trabalho”, revelou José Fernandes Vilas.

“Com a pandemia houve um estopim de pessoas com burnout. Assim, surgiu o movimento de demissão em massa, o “Great resignation”, fazendo as empresas serem obrigadas a olhar para o colaborador com outros olhos. A saúde mental nas corporações virou objetivo e não algo supérfluo como antes. Já era tempo”, completou o doutor.

Fique por dentro!

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga @leodias no Instagram.

Agora também estamos no Telegram! Clique aqui e receba todas as notícias e conteúdos exclusivos em primeira mão.

Mais lidas
Últimas notícias