Tudo o que rola no universo dos famosos e da televisão, sob o olhar atento de Leo Dias e equipe.

MC Rebecca sobre feat com Elza Soares: “Somos mais que dor e sofrimento”

Parceria musical exalta e celebra a ancestralidade. No trabalho, as cantoras ressignificam adjetivos relacionados à negritude

atualizado 06/12/2020 16:20

Reprodução/Instagram

MC Rebecca, que acumula 3,6 milhões de seguidores no Instagram, lançou um feat histórico na carreira: A Coisa Tá Preta, com Elza Soares. A parceria musical exalta e celebra a ancestralidade. A cantora, em conversa com a coluna Leo Dias, revelou que ela mesma fez o convite pessoalmente ao empresário da rainha da música nacional.

“Antes do funk eu cresci no samba. Além disso, somos muito parecidas, viemos da favela, somos mulheres negras que mudaram a realidade da família por meio da música, com ritmos marginalizados. Não posso deixar de valorizar a sua trajetória incrível. Como não amar Elza? Sempre sonhei em ter uma música com ela, e na primeira oportunidade entrei em contato direto com seu empresário para fazer o convite. Fiquei muito feliz quando ela topou, é um marco na minha carreira ter uma música e clipe com uma mulher tão maravilhosa e empoderada”, afirmou.

 


A funkeira assinou o roteiro junto com Jonathan Raymundo. Na direção, Felipe Thomaz. Juntos, trouxeram O conceito de Sankofa, que pode ser traduzido como o ato de “retornar ao passado para ressignificar o presente e construir o futuro”. Na canção, as cantoras cariocas ressignificam adjetivos relativos à negritude, como no verso: “Por que que a fome é negra, se negra é a beleza?/ Se todo mundo canta e tá feliz, é que a coisa tá preta”.

Para a cantora, a parceria musical, que tem styling assinado por Carol Chede e Carol Pereira, vem para celebrar e, acima de tudo, exaltar sua ancestralidade: “O feat mostra que somos muito mais que dor e sofrimento, na nossa história existe tanta beleza!”.

“É importante as crianças conhecerem esse lado, celebrar os ensinamentos que os nossos ancestrais deixaram e entender que somos continuidade. Elza e eu cantamos a alegria deles”, acrescentou a cantora, que trouxe sua mãe e sua filha para contracenarem com ela no clipe.

A dona do hit Cai de Boca vive, hoje, uma fase mais madura musicalmente e mostra no single sua versatilidade musical.

“Foi um momento muito especial, me emociono até hoje quando lembro da gravação do clipe. O feat era algo que sonhava, mas nunca imaginei que seria realidade.”

Últimas notícias