Tudo o que rola no universo dos famosos e da televisão, sob o olhar atento de Leo Dias e equipe.

Ludmilla processa deputado e ele debocha: “É motivo de satisfação”

Ludmilla acusa o deputado federal Junio Amaral (PSL-MG) de calúnia, injúria e difamação. A polêmica de Verdinha começou em dezembro de 2019

atualizado 22/09/2020 14:10

Lud JunioReprodução

A cantora Ludmilla entrou com um processo contra o deputado federal Junio Amaral (PSL-MG) por tê-la acusado de ser uma “garota propaganda do tráfico”, após a estreia do videoclipe da música Verdinha no ano passado. Na ação, a esposa da bailarina Bruna acusa o político de calúnia, injúria e difamação. A assessoria da cantora confirmou à Coluna Leo Dias que entrou na Justiça contra o parlamentar, mas que Ludmilla não irá comentar o assunto porque o processo corre em segredo. No entanto, “reitera que não hesita em combater atos como estes, cometidos por quem quer que seja, sempre em busca da verdade e da liberdade de expressão”.

Já o deputado federal Junio Amaral falou à coluna sobre o assunto. “Ser acionado por alguém como ela é motivo de satisfação, certeza de estar no caminho certo. Se partisse de artistas que edificam a vida das pessoas,  que levam boas mensagens ao contrário de incentivar o uso e tráfico de drogas, eu ficaria preocupado. Não é o caso”, disse. O parlamentar afirma ainda que a música faz referência ao consumo de drogas, estimula o plantio, a comercialização e incita a prática de diversos crimes previstos na Lei nº 11.343/2006. “Ludmilla foi a primeira cantora que tomamos providências por apologia ao crime, mas não será a única. Ficar inerte perante a uma música que, claramente, faz alusão ao uso de drogas é ser conivente, e não fui eleito para isso”, declara.

0

Quando questionado sobre a ação na Justiça por injúria, calúnia e difamação protocolada pelos advogados de Ludmilla contra o deputado, ele disse apenas que só sabe o “mesmo que a imprensa está veiculando” e que “não há nada oficial”.

Entenda

Se você estava longe do Brasil no começo do ano e ficou de fora de toda a polêmica envolvendo Verdinha, a Coluna Leo Dias lhe explica agora. Em dezembro de 2019, a funkeira Ludmilla lançou uma das melhores produções da carreira, Verdinha. A música diz: “Eu fiz um pé, lá no meu quintal. Tô vendendo o grama da verdinha a 1 real”. O clipe se passa em plantação de alface e foi dirigido por João Monteiro.

Essas cenas e estrofes foram o suficiente para fazer inúmeras teorias da conspiração e acusações surgirem na web. “Muitas vagas nos hospitais são ocupadas por viciados e por vítimas da violência gerada pelo tráfico. Milhões de famílias destruídas por causa das drogas e você incentivando essa desgraça. Esse lixo de música não é só mais um crime, mas uma ferramenta de tragédias no país… Se dependesse só de mim, legalizaria a rinha de maconheiro”, postou o deputado Junio em dezembro de 2019.

Na época, Ludmilla se defendeu pelo Twitter. “Milhões de brasileiros desempregados, sem moradia, hospitais sem vagas, a violência predominante, poluição a questão ambiental, a rede pública de educação miserável, mas o maior problema que o Brasil tem no momento é uma música que fala de alface”, ironizou. Minutos depois, ela se mostrou indignada. “Ai ai, só o que me faltava, pra resolver o logo o problema agora também vou fazer uma plantação de mandioca, pra esses … sentarem. Ops: digo colherem”, disse.

Últimas notícias