Tudo o que rola no universo dos famosos e da televisão, sob o olhar atento de Leo Dias e equipe.

GKay sobre pressão estética: “Já mudei os pelos do braço pelas críticas”

A atriz e influenciadora afirma que não é fácil lidar com os comentários negativos na internet, mas tenta fazer isso da melhor forma

atualizado 06/01/2021 14:34

GkayFoto: Iude

Junto com os milhares de seguidores que a fama e o sucesso trazem, também vem a exposição excessiva. Em conversa com a coluna, a humorista GKay revelou que sofre com as constantes críticas e com a pressão estética que inunda a web, ao ponto de já ter feito intervenções no corpo para agradar os internautas reclamantes.

“Já mudei os pelos do braço. Acho que mudei isso unicamente por causa da internet. Agora, nem eu gosto de tanto falarem”, afirmou. À coluna, a influenciadora revelou que se sente pressionada pelo que lê nos comentários.

0

“Até comentei isso no Instagram: dei um exemplo sobre pressão estética porque muita gente fala sobre isso, mas a gente não sabe dizer exatamente o que é. Dei esse exemplo dos pelinhos do meu braço. Eu sempre fui muito cabeluda e meus pelos do braço são bem grandes. Só que isso nunca me incomodou, muito pelo contrário, eu achava lindo porque meu pai sempre elogiava e perdi meu pai recentemente. Só que, todas as vezes que eu tirava uma foto e eles apareciam, gerava críticas: ‘Ai, pinta esse pelo esse pelo, é feio’; ‘Parece suja’ ou ‘fica muito masculino’. Comecei a achar isso um defeito, comecei a achar feio, né?”, relembra.

“Uma coisa que nunca me incomodou passou a ser feio por conta de comentários na internet”, resume. GKay afirma que há outros cuidados estéticos que ela toma simplesmente para evitar o aparecimento dos críticos de plantão. “Se apareço com o cabelo mais assanhado, como quando faço vídeos assim que acordo, recebo muitos comentários como ‘Nossa, antes você cuidava mais do seu cabelo’, ‘Você era melhor antes'”, acrescentou.

A influenciadora lida com esse assédio destrutivo recorrendo a um artifício que deveria ser direito básico para todos: terapia. Ainda assim, ela lembra que tem sentimentos e não é sempre que vai lidar com isso de forma tranquila.

“Tento lidar da melhor forma, mas somos seres humanos, nem todos os dias a gente está bem. Eu faço terapia também para me ajudar a lidar com essa pressão e com essa projeção enorme que tenho hoje em dia. Mas, confesso, há dias que estamos mais preparados e outros que afetam mais. Varias vezes já fiquei triste e quis mudar algumas coisas em mim por causa desses comentários. Comentaram uma vez do meu cotovelo, olha que coisa louca? Eu nunca tinha reparado e agora olho e penso: será que meu cotovelo é normal?”. É sim, GKay. E, quem não acha isso, mete block!

Últimas notícias