Tudo o que rola no universo dos famosos e da televisão, sob o olhar atento de Leo Dias e equipe.

Exclusivo. Tatá Werneck sobre volta do Lady Night: “É desafio fazer comédia com medo”

A humorista volta às telinhas após meses de dedicação exclusiva à maternidade

atualizado 03/11/2020 12:26

Gianne Carvalho/Divulgação Multishow

Tatá Werneck ainda não estava pronta para deixar a filha Clara em casa para sair para trabalhar. Mesmo assim, gravou uma nova temporada de seu talk show Lady Night, que estreia nesta terça-feira (3/11) na Rede Globo. A primeira entrevistada é Xuxa, um sonho realizado para Tatá. Em conversa exclusiva com a coluna, a atriz e apresentadora fala sobre o programa e da vida como mãe.

Após meses de dedicação exclusiva à maternidade, Tatá afirma que não foi fácil voltar à rotina de gravações. “Eu estava em pânico de sair de casa. E como emendei a licença maternidade com a quarentena, nunca tinha ficado longe da Clara. Mas para a minha relação foi bom. Porque eu me entendo melhor comigo mesma trabalhando. Nunca tinha passado tanto tempo em casa. Dei uma panicada”, revela.

0

Outra novidade que Tatá precisou encarar foi a nova rotina de protocolos de segurança contra o Covid-19. E a pandemia impediu que ela pudesse implementar novidades no programa. “O desafio nessa temporada foi fazer comédia com medo. Os especialistas, por exemplo, a gente sabia às vezes horas antes quem seria, porque fazíamos muitos testes. Eu já tenho uma ideia de renovação, mas acho que ele está bem legal ainda”, afirma ela.

Sonhos de entrevista

Ao ser questionada sobre quem ainda deseja entrevistar, Tatá já sabe os nomes na ponta da língua. “Silvio Santos, Jô Soares, Marília Gabriela, Tony Ramos, Rafa Vitti, Glória Pires, Faustão, Ivete Sangalo…”, enumera. E ela quer reverter o jogo: “E você também, Leo. Apesar de ficar com medo porque você descobre cada coisa que eu sempre acho que tem um amigo teu morando nas minhas gavetas”, brinca.

Quem senta no sofá de Tatá não sabe muito bem o que esperar dela. E a graça da entrevista está justamente na espontaneidade do convidado. “Acho mais difícil entrevistar pessoas que não rendem, que não querem se expor. Ou que estão preocupadas com a imagem pública. O Lady Night é um lugar pra gente se divertir sem pensar nessa figura pública que a gente inventa. Esquecer que está gravando”, diz ela.

Na nova temporada do Lady Night, o público pode esperar Tatá fazendo graça daquele jeito que só ela sabe: leve e divertido. “Eu sou muito bagaceira. Quando você me vir arrumada falando meio sério, pode ter certeza de que essa não é a minha natureza. Eu tive um momento de desencontro comigo mesma que me fez me levar mais a sério. O que foi um grande erro”, comenta a apresentadora.

“Então, apesar de amadurecer sendo mãe, eu me sinto mais conectada agora com o meu lado simples, espontâneo e ‘maluco’. Eu quero amadurecer e evoluir, mas não quero me afastar da minha essência simples. Não sei se a resposta foi confusa. Eu sou confusa às vezes”, diz Tatá. Mas a gente entende e ama essa confusão.

Últimas notícias