Tudo o que rola no universo dos famosos e da televisão, sob o olhar atento de Leo Dias e equipe.

Após relatar agressão, ex diz que Hungria quer tirar guarda de filha

Em uma ação que corre na Justiça, Gabriela Sampaio diz que Hungria quer tirar a guarda da filha dela e tem a intenção de deixá-la "louca"

atualizado 15/02/2021 17:42

hungria gabriela sampaioReprodução

Durante live realizada em 29 de novembro de 2020, a influenciadora digital Gabriela Sampaio relatou que vivia um relacionamento abusivo com o rapper Hungria. Agora, ela contou à Coluna Leo Dias que está enfrentando um processo judicial. Segundo a jovem, o cantor deseja tomar a guarda da filha deles. Em entrevista, Gabriela relatou tudo o que vivenciou ao lado do cantor de hip hop.

“Quando eu expus tudo isso, ele entrou com um processo contra mim para que o vídeo fosse apagado das redes e também com outro para me impedir de citar o nome dele. Ao todo, Hungria queria uma indenização de R$ 10 mil, porém perdeu o processo. A juíza do caso entendeu que ele é uma figura pública e não poderia me impedir de falar sobre ele”, disse Gabriela.

De acordo com a ex de Hungria, o plano dele é a de deixá-la “louca”. “Não contente com a derrota, ele quer tirar a Isadora para me prejudicar. O desejo é me ver sofrer e conseguir fugir das responsabilidades financeiras. No processo, ele está usando acontecimentos de anos atrás. Creio que o plano dele era me deixar ‘louca’ desde sempre. Quando a gente se separou, eu estava na pior fase de minha vida, porque o meu pai sofria com aneurismas e a minha mãe estava com câncer. Fiquei muito abalada com tudo isso”, completou Gabriela.

0

Ainda segundo a jovem, Hungria e toda a família dele sempre utilizaram do nome de Deus para lhe amedrontar e de alguma forma fazer com que ela permanecesse neste ciclo vicioso, no qual sofria constantemente. Gabriela revela também que o pai da caçula é usuário de drogas e escondeu essa informação por muito tempo.

Drogas

“Eu o amava muito. Não sabia que ele era usuário de drogas. Acreditava que o estresse dele era por causa da rotina de shows. Eles [Hungria e família] se faziam de bons, mas pensavam apenas no dinheiro. Já arquitetaram isso desde cedo. Tenho 26 anos, tenho dois filhos, e tive de fazer terapia com psicólogos após todo o sofrimento devido às agressões e a tortura psicológica. Fora o dilema de estar com meus pais doentes, sabe? Sofri demais. Eu pesava 47kg quando a minha neném tinha apenas 3 meses. Ele transava com garotas de programa e várias meninas famosas. Fui ao psiquiatra e o meu ex quer usar isso contra mim. Se eu fosse uma mãe ruim, já teria me tirado ela, não concorda?”, pontuou a brasiliense.

Gabriela relata que o cantor nunca foi um pai presente. Além do pagamento de R$ 1,5 mil de pensão alimentícia, o rapper não colabora de nenhuma outra forma na criação da criança, segundo Gabriela. “O padrão de vida da minha filha não corresponde ao que ele e a família dele têm. Lembro-me de quando eu estava na maternidade para parir. Dentro do hospital, após o nascimento da menina, descobri uma traição. Mexi no celular do Hungria e perguntei a ele o que estava acontecendo. Daí, ele me derrubou no chão, eu com os pontos da cesárea fiquei jogada com a minha mãe ao meu lado presenciando tudo. Saí do hospital sozinha com a Isadora”, desabafou a digital influencer.

Gabriela e Hungria ficaram juntos de 2016 até 2018 e moravam na Asa Sul, bairro de Brasília. Os dois são pais de Isadora. O término segundo a influenciadora digital, aconteceu devido às inúmeras traições e os sofrimentos com as agressões. A coluna procurou a assessoria de imprensa do cantor Hungria, que disse que não vai se pronunciar sobre o assunto, pois o processo corre em segredo de Justiça.

Últimas notícias