Os bastidores das notícias, e os principais personagens, que movimentam a política do Distrito Federal

Saúde cobra celeridade na construção de novos hospitais de campanha

Ibaneis havia antecipado as unidades no pacote de medidas para reduzir taxa de ocupação de leitos locais de suporte avançado para Covid-19

atualizado 05/03/2021 18:41

plano de vacinação no DFHugo Barreto/ Metrópoles

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto (foto em destaque), solicitou nesta sexta-feira (5/3) à Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) a contratação da empresa que vai erguer a estrutura dos três novos hospitais de campanha do DF. As unidades temporárias foram anunciadas nesta semana pelo governador Ibaneis Rocha (MDB), dentro do pacote de medidas para reduzir a taxa de ocupação de leitos para pacientes com Covid-19.

No documento encaminhado ao presidente da empresa pública de urbanização, Fernando Leite, a orientação para que cada hospital tenha capacidade de 100 vagas de suporte avançado, mas com possibilidade de conversão em leitos de enfermaria.

“De ordem do governador do Distrito Federal e com a urgência que o caso requer, a adoção de providências para contratação de empresa visando construção de estrutura para 3 (três) Hospitais de Campanha com 100 Leitos de UTI em cada um – destaca-se que os leitos de UTI poderão ser convertidos em leitos de enfermaria, o contrário não é possível- nas regiões Central, Leste e Sul do Distrito Federal, em locais adequados a serem definidos pela Novacap. Os espaços terão que ser fechados, com piso e próximos a hospitais públicos da rede de saúde do DF”, frisou o titular da pasta.

O governo acrescentou mais uma unidade de campanha no plano inicial – que era de abrir dois hospitais. Com mais de 90% dos leitos de UTI ocupados, o Executivo local corre para reabrir mais espaços e atender pacientes com Covid-19. As novas unidades serão instaladas no Ginásio do Gama, no Ginásio Nilson Nelson e em Santa Maria.

“Tal medida faz-se necessária pela insuficiência de recursos técnicos desta Pasta para a realização desse tipo de contratação em tempo hábil para atender as necessidades da população do Distrito Federal em virtude do cenário pandêmico que vivenciamos”, reforçou Okumoto.

0
Flexibilização

Com a liberação de mais leitos, Ibaneis Rocha pretende reavaliar a flexibilização das medidas restritivas anunciadas recentemente. O governador havia decretado  lockdown no DF por 15 dias, desde o último domingo (28/2), mas anunciou na tarde desta sexta-feira a retomada de funcionamento das academias de esporte e das escolas particulares.

“Estamos liberando o funcionamento de creches, escolas e faculdades particulares, além de academias de ginástica a partir de segunda. Mais um passo na retomada das atividades econômicas. Espero que continuem tomando os cuidados, com distanciamento, máscaras e lavando as mãos”, frisou o emedebista no Twitter.

Últimas notícias