Os bastidores das notícias, e os principais personagens, que movimentam a política do Distrito Federal

Professora e jornalista Elizabeth Pazito Brandão morre de Covid-19

Ela estava intubada havia 15 dias e teve o óbito confirmado nessa quarta-feira (7/4), no Hospital Brasília

atualizado 08/04/2021 17:24

Acervo pessoal

A jornalista e professora Elizabeth Pazito Brandão morreu, nessa quarta-feira (7/4), após complicações causadas pela infecção da Covid-19. Ela estava internada e ficou intubada por 15 dias no Hospital Brasília, mas não resistiu. A docente não teve filhos, mas deixa a mãe, Yvone Pazito Brandão.

Doutora em Ciência da Informação pela Universidade de Brasília (UnB), ela foi uma das responsáveis por estruturar o primeiro curso de Comunicação Institucional e Relações Públicas do Brasil, no Centro Universitário Iesb, na capital federal, ao lado do também professor João José Azevedo Curvello, hoje na UnB.

Nascida no Rio, Elizabeth chegou a Brasília em 1959, acompanhando os pais, e morou no acampamento da construtora Rabelo, onde hoje é a Vila Planalto. Estudou no Colégio Sagrado Coração de Maria, então chamado Sacré-Coeur de Marie, no Elefante Branco e a graduou-se em jornalismo e relações públicas pela Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Voltou a Brasília após o fim do curso para trabalhar na Embaixada da França e, depois, mudou-se para Florianópolis (SC), onde fez o mestrado em Sociologia Política na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Trabalhou com comunicação rural em jornal, rádio e na assessoria de imprensa da Secretaria de Agricultura do estado.

Elizabeth foi presidente do Conselho Regional de Profissionais de Relações Públicas (Conrerp) e prestou consultoria para diversas instituições, em particular na área de planejamento e pesquisa.

Foi professora do Centro Universitário de Brasília (Ceub), da Universidade Católica de Brasília (UCB), do Ibmec e também do Centro Universitário Iesb. Nesses 20 anos de vida acadêmica, produziu e publicou vários trabalhos e capítulos de livros.

Condolências

Em nota encaminhada ao Metrópoles, o Centro Universitário lamentou o falecimento de Elizabeth Pazito Brandão.

“Carinhosamente conhecida como Professora Beth Brandão, foi mais uma vítima da Covid-19. Beth foi criadora do curso de Comunicação Institucional e Relações Públicas do IESB e coordenadora da Pós-Graduação”.

Ainda de acordo com a nota, “por mais de duas décadas, ela se dedicou à vida acadêmica, lecionando em diversas instituições de ensino superior. Nos últimos anos, Beth atuou como consultora, avaliadora de curso superior do INEP, conselheira suplente do Instituto Eda Coutinho, entre outras muitas funções. Beth deixa um importante legado de promoção da educação e de um ensino de qualidade. Fará muita falta para a academia, para amigos e familiares”, finalizou.

Últimas notícias