Os bastidores das notícias, e os principais personagens, que movimentam a política do Distrito Federal

Mais de 60 anos ou comorbidade: liberada volta ao trabalho presencial

Segundo a decisão do GDF, retorno só será possível depois de 30 dias do recebimento da segunda dose da vacina contra a Covid-19

atualizado 17/06/2021 17:56

Início da vacinação para pessoas de 59 anos no Parque da CidadeArthur Menescal/Especial Metrópoles

O secretário-chefe da Casa Civil, Gustavo Rocha, afirmou, nesta quinta-feira (17/6), que o Governo do Distrito Federal (GDF) decidiu autorizar a retomada das atividades profissionais presenciais para pessoas vacinadas com mais de 60 anos e aquelas, de qualquer faixa etária, que têm comorbidades e que tenham sido imunizadas com a segunda dose.

Para os dois grupos, o retorno pode ocorrer depois de 30 dias do recebimento da segunda dose da vacina contra a Covid-19.

A mudança será publicada no Decreto nº 41.913, de 19 de março de 2021, que dispõe sobre as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente da Covid-19 (Sars-Cov-2), e dá outras providências.

“No decreto atual, havia impedimento para que pessoa com comorbidade ou mais de 60 anos executasse as atividades profissionais que não fosse de home office. Era um pedido constantemente feito, porque os segmentos econômicos não estavam mais contratando as pessoas com essas características e, por isso, foi feita essa alteração”, disse o secretário.

No decreto em vigor, a regra é: “Proibir a participação nas equipes de trabalho de pessoas consideradas do grupo de risco, tais como idosos, gestantes e pessoas com comorbidades consideradas essas conforme descrito no Plano de Contingência da Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal”.

De acordo com o secretário, a mudança será publicada na edição do Diário Oficial (DODF) de sexta-feira (18/6). A medida foi autorizada pelo governador Ibaneis Rocha (MDB).

Últimas notícias