Os bastidores das notícias, e os principais personagens, que movimentam a política do Distrito Federal

Irmãos Miranda se reúnem com policiais após CPI prender Roberto Dias

União dos Policiais do Brasil (UPB) manifestou apoio às investigações parlamentares e pediu apoio contra a PEC da reforma administrativa

atualizado 09/07/2021 13:49

Luis Miranda chega à CPI da Covid-19 no SenadoEdilson Rodrigues/Agência Senado

O deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) e o irmão, Luis Ricardo Miranda — que é servidor do Ministério da Saúde –, foram recebidos, na noite da última quarta-feira (7/7), pela União dos Policiais do Brasil (UPB). O deputado federal Léo Moraes (Pode-RO) também participou do evento.

O encontro ocorreu na sede da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais, no Lago Sul, logo após Roberto Dias, ex-diretor da pasta, ter sido preso na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19.

Os representantes de entidades policiais defenderam uma investigação profunda e isenta para apurar todas as possíveis irregularidades denunciadas pelos irmãos Miranda durante depoimento na CPI. Também reforçaram o pedido de voto contrário à reforma administrativa, que modifica direitos de funcionários públicos concursados.

“Somente os que pretendem perpetuar práticas corruptas e lesivas à sociedade podem defender o fim da estabilidade pretendida por essa PEC do desmonte do serviço público”, afirmou André Luiz Gutierrez, presidente da Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol).

Durante a reunião, os policiais pediram apoio pela preservação da estabilidade funcional, citando como exemplo o próprio irmão do deputado e seu papel na defesa de procedimentos administrativos que não ameacem o interesse público.

Policiais se reúnem com irmãos Miranda

Últimas notícias