Os bastidores das notícias, e os principais personagens, que movimentam a política do Distrito Federal

DF registra mais um caso de coronavírus. Número sobe para 135

Oito pessoas estão hospitalizadas para tratar dos sintomas da doença responsável pela nova pandemia mundial

atualizado 23/03/2020 14:25

O Palácio do Buriti atualizou o número de casos confirmados de Coronavírus (Covid-19) no Distrito Federal. Nesta segunda-feira (23/03), foram registrados 135 pacientes contaminados com a Covid-19, um a mais do que o balanço registrado pela manhã e na noite de domingo (22/03). O número de casos suspeitos, de pessoas que fizeram exames e aguardam o resultado em quarentena, é de 3.631.

De acordo com o Governo do Distrito Federal (GDF), 8 pessoas estão hospitalizadas para tratar dos sintomas da doença responsável pela nova pandemia mundial. Os outros pacientes são mantidas em quarentena domiciliar, sem apresentar gravidade no quadro clínico.

Neste domingo, pela primeira vez, passaram a constar nos registros divulgados pelo GDF os dados do Hospital das Forças Armadas (HFA).

Na sexta-feira (20/03), a Justiça Federal determinou que o HFA informasse à Secretaria de Saúde do Distrito Federal a “lista de pacientes com sorologia positiva para a Covid-19”.

A decisão atendeu a pedido, em tutela de urgência do GDF. A multa, em caso de descumprimento da decisão, é de R$ 50 mil para cada paciente cuja informação for omitida. A comitiva do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que viajou aos EUA, realizou o exame no HFA para verificar a presença do novo coronavírus.

Caso gravíssimo

A primeira mulher a ter o coronavírus diagnosticado no Distrito Federal teve piora em seu quadro de saúde, segundo último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde.

A paciente internada em isolamento na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional da Asa Norte (Hran), está em estado gravíssimo e voltou a ter febre. Ela está em coma induzido e respirando por aparelhos.

A advogada de 52 anos, moradora do Lago Sul, apresenta síndrome respiratória aguda severa, além de comorbidades que agravam seu quadro clínico. A mulher está sob cuidados intensivos da equipe multidisciplinar com todo o suporte técnico-científico.​

Últimas notícias