Por Ilca Maria Estevão, Rebeca Ligabue, Hebert Madeira e Sabrina Pessoa

Pretty New: brechó de luxo brasiliense cresce 100% durante a pandemia

Fundada por Gabriella Constantino, a plataforma de artigos seminovos acaba de inaugurar um novo espaço no Lago Sul

atualizado 29/07/2021 21:03

Espaço do Pretty New - SHIS QI 3, bloco I, no segundo andarPretty New/Divulgação

Criado em 2014 pela brasiliense Gabriella Constantino, o e-commerce de seminovos Pretty New teve aumento de 100% nas vendas em 2020. O número é surpreendente, apesar dos desafios que surgiram com a pandemia causada pela Covid-19. Vale destacar que, em geral, o second hand só tem crescido. Como a coluna já mostrou, as gerações mais novas têm forte influência no boom dos brechós. De acordo com um estudo recente da plataforma de revendas ThredUp, o segmento deve movimentar cerca de US$ 64 bilhões até 2024.

Vem saber mais!

Giphy/Pretty New/Divulgação

Desde a fundação, há quase sete anos, o Pretty New teve um crescimento de 952%. Além de as vendas terem dobrado no ano passado, a previsão interna é de um aumento anual de vendas de 50% para os próximos anos.

“Mesmo com a pandemia e as restrições na loja física, a expectativa para 2021 é forte. Até o momento, registramos crescimento de 60%, o que já ultrapassa o crescimento anual, de 46%, em 2019”, ressaltou Gabriella Constantino, fundadora e CEO do Pretty New.

Gabriella Constantino
Gabriella Constantino fundou o Pretty New em 2014

 

Editorial do brechó de luxo Pretty New
O brechó de luxo cresceu 100% em 2020

 

Editorial do brechó de luxo Pretty New
Em 2021, o aumento já foi de 60%, segundo a fundadora

 

Editorial do brechó de luxo Pretty New
O segmento de second hand tem boas projeções, em geral

 

Editorial do brechó de luxo Pretty New
Marcas de luxo renomadas estão no repertório da plataforma brasiliense

 

Editorial do brechó de luxo Pretty New
Acessórios são o carro-chefe do Pretty New

O Pretty New comercializa roupas, sapatos e principalmente acessórios. Selecionados a partir de uma curadoria com verificação de autenticidade, o repertório engloba itens de grifes como Chanel, Louis Vuitton, H.Stern, Dior, Gucci, Hermès, Burberry, Celine e Prada. Ao todo, reúne 250 marcas.

O principal pilar do negócio é o consumo consciente e circular. “Nosso modelo de negócio impacta positivamente o meio ambiente. Desde o início da plataforma, geramos uma economia de cerca de 10 milhões de litros de água, volume que teríamos consumido caso as peças tivessem sido produzidas”, destacou a fundadora da iniciativa.

Recentemente, labels nacionais renomadas entraram no catálogo. Entre elas, Reinaldo Lourenço, Gloria Coelho, Cris Barros, Mixed e NK Store. Nas seções feminina, masculina e infantil, no total, são cerca de 200 novas peças por mês.

Editorial do brechó de luxo Pretty New
“Logo que fundei a plataforma Pretty New, há quase sete anos, existia muito preconceito do público consumidor, o segmento de revenda on-line de luxo era pouco conhecido no Brasil. Ao longo dos anos, o consumidor vem se tornando cada vez mais aberto a esse tipo de produto”, avaliou Gabriella Constantino em comunicado

 

Editorial do brechó de luxo Pretty New
O brechó de luxo está em processo constante de expansão

 

Editorial do brechó de luxo Pretty New
Cerca de 200 produtos chegam a cada mês

 

Novo espaço

Neste mês, o Pretty New inaugurou um novo espaço, de 35o metros quadrados, no Lago Sul. Projetada pela MEArquitetura, de Maria Eduarda Almeida, a loja tem espaço interno e externo.

“Os clientes poderão acompanhar de perto os nossos processos, descobrir novidades, tomar um café e reencontrar amigos. É um espaço de vivência e colaboração”, apontou Gabriella Constantino. O endereço é: SHIS QI 3, bloco I, no segundo andar.

 

Colaborou Rebeca Ligabue

Últimas notícias