Por Ilca Maria Estevão, Rebeca Ligabue, Sabrina Pessoa, Marcella Freitas, Carina Benedetti e Luiz Maza

Icônico vestido de veludo usado por Lady Di está à venda

A peça foi elencada para ser traje em um jantar na Casa Branca e ficou eternizada quando a princesa dançou com o ator John Travolta

atualizado 19/11/2019 16:47

Anwar Hussein/WireImage

Sempre muito clássica e elegante em suas aparições públicas, a Princesa Diana chegou a quebrar o rígido Protocolo Real em algumas ocasiões. Momentos que ressignificaram a política da realeza britânica e tiraram o peso da imagem sublime que uma monarca deveria ter, passando a ser mais humana.  Como na ocasião que fez de Lady Di um ícone global: momento marcado pela escolha de um vestido de veludo azul do estilista Victor Edelstein. Agora, a peça que encantou o mundo será leiloada, no dia 9 de dezembro, por 350 mil libras. 

Vem comigo! 

 

Na noite de 1985, o vestido de material nobre feito em seda roubou as atenções ao ganhar movimento durante uma dança da princesa com o ator John Travolta, no decorrer do jantar de gala na Casa Branca. “Eu não esperava dançar com ela. Foi a esposa do presidente, Nancy Reagan, que disse que ela gostaria muito. Quando deu meia-noite, eu a convidei para dançar, ela aceitou, e durante 15 minutos nós bailamos sem parar. Eu nunca vou esquecer. Fiquei tão honrado por essa experiência. Sinto muito que ela não esteja mais aqui”, lembrou o ator, em entrevista para o programa Good Morning America em 2014. 

Pool Photograph/Corbis/Corbis via Getty Images
John Travolta dança com Lady Di na Casa Branca em 1985

 

Anwar Hussein/WireImage
A Princesa Diana combinou o vestido de veludo com esmeraldas e diamantes

 

Tim Graham Photo Library via Getty Images
Ao chegar para o jantar na Casa Branca, a monarca posou ao lado da primeira-dama dos EUA, Nancy Reagan

Além de ter sido um dos vários momentos marcantes na trajetória da princesa, as fotografias da dança rodaram o mundo e, na época, o ator descreveu a experiência como “um conto de fadas”. 

O vestido decotado e caído nos ombros foi combinado com uma gargantilha de esmeraldas e diamantes. A joia acompanhou Lady Di em outras aparições públicas e já foi usada de forma ousada, como tiara de cabeça, pela princesa. O adorno versátil era um presente de casamento recebido da rainha Elizabeth II. 

Tim Graham Photo Library via Getty Images
O vestido assinado pelo estilista Victor Edelstein foi escolhido por Lady Di para evento na Alemanha

 

Library via Getty Images
Em Bonn, a princesa elencou novamente a tiara Spencer,  joia que Lady Di usou quando se casou com o príncipe Charles, em 1981

 

Tom Stoddart/Hulton Archive/Getty Images
Para a première do filme Wall Street, a monarca escolheu novamente o vestido icônico de veludo

Considerado uma peça-chave no acervo de Diana, o vestido a acompanhou em pelo menos outros três eventos. Incluindo uma visita à Áustria em 1986 e uma noite de gala Royal Opera House, no ano de 1991. A peça de veludo também foi a escolhida para seu retrato com o fotógrafo britânico Lord Snowden, realizado em 1997.

No momento, o icônico vestido será leiloado pela casa Kerry Taylor Auctions, em Londres, segundo o portal Daily Mail. No dia 9 de dezembro, uma segunda-feira, os colecionadores terão a oportunidade de arrematar a peça histórica com investimento inicial de 350 mil libras (o equivalente a R$ 1.623.493).

O vestido ficou em exposição na casa canadense de leilões Waddington’s Auctioneers em 2011

 

Os presentes puderam observar detalhes da peça icônica, durante leilão no Canadá

Essa não é a primeira vez que o modelo é leiloado publicamente. Em junho de 1997, apenas dois meses antes da morte da princesa, o vestido foi arrematado com o objetivo de arrecadar fundos para organizações de caridade que combatem a Aids. Uma das ações filantrópicas feitas por Lady Di.

A empresária americana Maureen Dunkel arrematou a roupa usada pela princesa na dança com John Travolta e outros 13 vestidos memoráveis que também estavam no leilão. Após a trágica morte de Diana em um acidente de carro, no dia 31 de agosto de 1997, Maureen fundou uma instituição de caridade para expor os vestidos reais ao redor do mundo.

Karwai Tang/WireImage
O vestido foi à leilão em Londres pela casa especialista Kerry Taylor

Mas, as boas intenções da empresária em continuar o legado da princesa resultaram em dívidas e a falência do projeto em 2011. Logo, todos os 14 vestidos foram novamente anunciados em leilão. 

O itinerante vestido de veludo foi arrematado por um britânico em 2013, para presentear a esposa. Com bagagem e história, a peça de tecido nobre retorna às vendas pela casa de leilão londrina Karry Teylor Auctions, com boas expectativas de arremate da roupa criada com exclusividade para Lady Di.

Colaborou Sabrina Pessoa

Mais lidas
Últimas notícias