Por Ilca Maria Estevão, Rebeca Ligabue, Hebert Madeira e Sabrina Pessoa

Elie Saab cancela apresentação na Semana de Alta-Costura

A crise do novo coronavírus no Líbano obrigou a grife a adiar a exibição digital de haute couture, ainda não filmada

atualizado 21/01/2021 15:47

Desfile de alta-costura da Elie SaabStephane Cardinale - Corbis/Corbis via Getty Images

A grife Elie Saab informou que não participará desta Semana de Alta-Costura, marcada para os dias 25 a 28 deste mês. A coleção de primavera/verão 2021 está finalizada e seria apresentada no próximo dia 27. Porém, devido aos altos casos de Covid-19 no Líbano, a marca não filmou a apresentação digital e decidiu adiar os planos. O país está enfrentando um rígido lockdown que deve durar até o fim de janeiro.

Vem saber mais detalhes!

Giphy/Elie Saab/Divulgação

Apresentação adiada

Elie Saab Jr., CEO da marca e filho do fundador, afirmou que priorizou a saúde dos mais de 400 funcionários da grife mais bem-sucedida do Líbano. No entanto, espera poder gravar o material, que inclui vídeo e lookbook, dentro de algumas semanas.

“Oficialmente, há 7 mil casos por dia no Líbano, o que, em comparação com a nossa população, é um número muito elevado”, disse o executivo, em entrevista ao site Fashion Network. “O sistema de saúde não consegue financiar mais casos, não há oxigênio e respiradores suficientes nos hospitais. Por isso, preocupamo-nos em priorizar a saúde e o bem-estar e não correr riscos. Isso seria injusto, pouco ético e irresponsável.”

A grife, um dos grandes destaques da Semana de Moda de Paris, escolheu montanhas e a floresta de Faqra para gravar suas últimas exibições digitais – tanto a de alta-costura para o outono/inverno 2020, divulgada em julho, como a primavera/verão 2021 prêt-à-porter (pronto para vestir, em tradução livre), apresentada no fim de setembro.

Apesar do formato 100% digital, a Semana de Alta-Costura terá outras faltas notáveis, além da grife libanesa. Entre elas, a maison Jean Paul Gaultier e a casa britânica Ralph & Russo. Zuhair Murad, que também tem sede em Beirute, não apresentará uma coleção completa, mas exibirá um teaser, segundo uma porta-voz.

Elie Saab haute couture
A casa de moda libanesa Elie Saab apresentaria sua primavera/verão 2021 de alta-costura no dia 27, mas resolveu adiar a apresentação

 

Elie Saab haute couture
O motivo é o crescimento exponencial do novo coronavírus no país

 

Elie Saab haute couture
A Semana de Alta-Costura ocorrerá entre os dias 25 e 28 deste mês

 

Elie Saab haute couture
Assim como a Elie Saab, Ralph & Russo e Jean Paul Gaultier também optaram por pular esta temporada de haute couture
E a edição de março do PFW?

Tradicionalmente, as grifes da Semana de Moda de Paris apresentam as coleções femininas de outono/inverno prêt-à-porter entre o fim de fevereiro e o início de março. Desta vez, o calendário parisiense está agendado do dia 1º ao dia 9 de março.

A equipe da Elie Saab já está confeccionando as peças do fall-winter 2021. Entretanto, Saab Jr. antecipou que não sabe se a grife de seu pai poderá participar do PFW, muito menos o formato.

Desfile Elie Saab
Em meio à incerteza da pandemia, a edição de março do Paris Fashion Week ainda é uma incógnita para a Elie Saab

 

Desfile Elie Saab
A marca ainda não sabe se desfilará, nem qual será o formato

 

Desfile Elie Saab
Especializada em vestidos de festa luxuosos e decorados, a grife libanesa faz alta-costura e prêt-à-porter

 

Modelo na passarela de Elie Saab
Bordados, aplicações, plumas e transparências são traços marcantes no trabalho do estilista fundador da label

 

Recuperação após a explosão em Beirute

O escritório que sedia a Elie Saab foi danificado pela explosão que atingiu Beirute no dia 4 de agosto do ano passado. A empresa, porém, conseguiu realizar os reparos necessários para retomar o funcionamento em apenas 10 dias, segundo o CEO. A reforma completa foi concluída no início deste ano.

Mesmo com as dificuldades de 2020, a grife teve um bom desempenho, como resultado da estratégia adotada no ano anterior. Em 2019, a empresa passou a depender menos do varejo físico e apostou na expansão para plataformas e categorias estratégicas, como as linhas infantil e home. “Conseguimos entregar todos os nossos pedidos confirmados. Tivemos um bom volume de negócio, apesar da Covid-19”, afirmou Saab Jr. ao Fashion Network.


Colaborou Hebert Madeira

Últimas notícias