Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

Valdemar tenta apagar “incêndio” gerado por Bolsonaro em debate

Valdemar Costa Neto enviou vídeo a tucanos reafirmando apoio do PL à eleição de Eduardo Riedel (PSDB) ao governo do Mato Grosso do Sul

atualizado 30/09/2022 18:06

Eduardo Riedel, Tereza Cristina e Jair Bolsonaro Reprodução/Instagram

O presidente do PL, Valdemar Costa Neto, entrou em campo para tentar apagar o “incêndio” na eleição do Mato Grosso do Sul criado por Jair Bolsonaro durante o debate da TV Globo, nessa quinta-feira (29/9).

Valdemar gravou um vídeo no qual reafirma apoio do PL à eleição de Eduardo Riedel (PSDB) ao governo sul-mato-grossense este ano. O tucano tem como candidata ao Senado a ex-ministra Tereza Cristina (PL)

“Governador Reinaldo Azambuja (PSDB), estou passando essa gravação para esclarecer nossa posição do Partido Liberal no estado de Mato Grosso do Sul. Fizemos uma reunião com a presença do senhor, com a presença do nosso candidato, o Eduardo Riedel, e com a presença da Tereza Cristina e com a presença do presidente Bolsonaro e fechamos um acordo que o nosso candidato ao governo de Mato Grosso do Sul é o Eduardo Riedel”, afirmou Valdemar no vídeo.

A gravação foi uma resposta à fala de Bolsonaro durante o debate da Globo, quando o presidente pediu votos no candidato Capitão Contar (PRTB), adversário de Riedel na disputa ao governo do Mato Grosso do Sul.

Bolsonaro pediu votos no candidato tucano após ser criticado pela senadora Soraya Thronicke (União Brasil-MS) por ter abandonado aliados nas eleições no estado.

“Não tinha tomado partido no tocante à eleição para governador. A partir deste momento, da forma como a senhora candidata se dirigiu a mim, quero apelar a todos os eleitores do Mato Grosso do Sul: votem no Capitão Contar para governador. É a melhor opção para este estado”, disse o presidente.

Nas redes sociais, há imagens de Bolsonaro em comícios com Riedel e Tereza Cristina. A ex-ministra da Agriculta também foi às redes sociais manifestar que a aliança pela eleição do tucano no estado está mantida.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Tereza Cristina 1️⃣1️⃣1️⃣ (@terezacristinams)

Eleições acirrada

A eleição ao governo do Mato Grosso do Sul está acirrada. Ao todo, cinco candidatos estão empatados tecnicamente dentro da margem de erro, de três pontos percentuais.

Pesquisa RealTime Big Data divulgada nesta sexta-feira (30/9) mostra André Puccinelli (MDB) e Eduardo Riedel (PSDB) em primeiro lugar, com 22% das intenções de voto cada.

Em seguida, aparecem a deputada federal Rose Modesto (União Brasil) e Capitão Contar (PRTB) empatados em segundo lugar, com 17%. O ex-prefeito de Campo Grande Marquinhos Trad (PSD) marcou 16%.

Mais lidas
Últimas notícias