Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

União Brasil não abrirá mão de palanques estaduais por Moro

União Brasil abriu conversas com o Podemos para avaliar possível troca de partido de Sergio Moro para as eleições deste ano

atualizado 19/01/2022 17:50

Na imagem colorida, um homem está posicionado à esquerda. Ele veste blazer escuro e gravata preta. Ele possui cabelo pretoRafaela Felicciano/Metrópoles

Dirigentes do União Brasil que participam das conversas para trazer Sergio Moro ao partido afirmaram que a sigla não planeja abrir mão de seus palanques estaduais para ter o ex-ministro.

A legenda negocia com o Podemos a possibilidade de que Moro seja cabeça de chapa nas eleições do ano que vem. Em troca, a deputada Renata Abreu, presidente do Podemos, seria vice na chapa. Luciano Bivar, presidente do União e cotado para o cargo, abriria mão do posto.

0

Partidários do União Brasil, no entanto, são categóricos ao afirmar que não está na mesa de negociações abrir mão de candidaturas aos governos estaduais em favor de nomes indicados pelo Podemos.

Para a coluna, dirigentes do União afirmaram que o objetivo é uma maior viabilidade do União Brasil para lançar um candidato à Presidência da República. E que trabalham para que a troca seja “confortável para todos” e “positiva para o projeto de Brasil” da terceira via.

Além disso, outras peças do tabuleiro eleitoral teriam de ser reposicionadas. Como mostrou a coluna, aliados de Moro acreditam que João Doria (PSDB) seria o nome ideal como vice de Sergio Moro.

Mais lidas
Últimas notícias