Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

Por que Doria é contra debates com adversários nas prévias do PSDB

Antes das prévias, marcadas para 21 de novembro, os tucanos ainda terão pelo menos outros dois "confrontos"

atualizado 24/10/2021 9:35

Governador de São Paulo, João Doria, em julho de 2021Fábio Vieira/Metrópoles

Embora tenha prometido participar dos eventos, o governador de São Paulo, João Doria, é contra debates entre os tucanos que disputarão as prévias do PSDB para escolha do candidato da sigla à Presidência da República.

Segundo aliados, Doria avalia que o confronto público entre os tucanos serve apenas para dar munição a pré-candidatos ao Palácio do Planalto de outros partidos atacarem o PSDB em 2022.

Na terça-feira (19/10), Doria, o governador gaúcho, Eduardo Leite, e o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto participaram do primeiro debate, promovido pelo jornal O Globo.

Nesse primeiro confronto, o governador paulista chegou a cancelar sua participação. Após ser criticado pelos adversários, mudou de ideia e resolveu participar do confronto.

As prévias estão marcadas para em 21 de novembro. Até lá, os tucanos terão outros dois debates: um em 12 de novembro, organizado pelo jornal O Estado de S. Paulo, e outro no dia 17, promovido pela CNN Brasil.

Mais lidas
Últimas notícias