metropoles.com

Pacheco aguardará Haddad para votar flexibilização da Lei das Estatais

Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco quer aguardar agenda econômica do ministro Fernando Haddad antes de pautar nova Lei das Estatais

atualizado

Compartilhar notícia

Igo Estrela/Metrópoles
Presidente do senado Rodrigo Pacheco durante Sessão de posse dos senadores eleitos eleição 2022 - Metrópoles
1 de 1 Presidente do senado Rodrigo Pacheco durante Sessão de posse dos senadores eleitos eleição 2022 - Metrópoles - Foto: Igo Estrela/Metrópoles

Diferentemente de integrantes do governo Lula, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), não está com pressa em aprovar o projeto que flexibiliza a Lei das Estatais.

Segundo parlamentares aliados, Pacheco pretende aguardar os detalhes da agenda econômica do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, antes de pautar a votação do projeto.

O presidente do Senado pretende esperar, por exemplo, o envio por Haddad de projetos, como o que vai definir a nova âncora fiscal do governo que substituirá o teto de gastos.

Entenda o projeto

O projeto que flexibiliza a Lei das Estatais foi aprovado pela Câmara a toque de caixa em dezembro de 2022 e, desde então, aguarda análise pelos senadores.

A proposta reduz dos atuais 36 meses para 30 dias a quarentena exigida para que dirigentes partidários assumam cargos em conselhos e diretorias de empresas públicas.

O governo Lula tem pressa em aprovar o projeto para nomear aliados em estatais. Um deles é o ex-governador de Pernambuco Paulo Câmara, já escolhido por Lula para presidir o Banco do Norte.

Compartilhar notícia