Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

Lira não pretende facilitar vida de Guedes no plenário da Câmara

Presidente da Câmara não deve atender pedido do governo para que ministro explique offshore a deputados logo após feriado de 12 de outubro

atualizado 08/10/2021 12:17

Ministro da Economia, Paulo Guedes, da Saúde, Marcelo Queiroga, da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e o da Comunicação, Fábio Faria, falam com a imprensa após jantar do presidente Bolsonaro com empresáriosFábio Vieira/Metrópoles

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), não pretende facilitar a vida do ministro da Economia, Paulo Guedes, que foi convocado nesta semana, por ampla maioria dos deputados, para explicar a empresa offshore que possui nas Ilhas Virgens Britânicas, famoso paraíso fiscal.

Como a coluna noticiou, o governo quer que Guedes compareça ao plenário da Câmara já na próxima quarta-feira (13/10), um dia após o feriado. Trata-se de uma estratégia para tentar diminuir a pressão sobre o ministro, uma vez que o quórum costuma ser baixo na Casa em dias após feriados.

A interlocutores, porém, Lira afirmou nesta sexta-feira (8/10) que só pretende bater o martelo sobre a data do depoimento quando voltar da viagem oficial à Europa. A previsão é que o presidente da Câmara só chegue ao Brasil na quarta-feira (13/10).

Com isso, auxiliares do deputado alagoano preveem que o depoimento do chefe da equipe econômica no plenário da Casa deve ficar para a penúltima semana de outubro, entre os dias 18 e 23. Nessa semana, a previsão é de que haverá quórum alto na Câmara para questionar Guedes.

Segundo fontes do próprio governo, Lira não morre de amores por Guedes. Pelo contrário. O presidente da Câmara nunca teria engolido o que seus aliados chamam de interferência do ministro da Economia em articulações políticas para aprovação de projetos da pauta econômica.

Últimas notícias