Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

Empresários querem reunião com Bolsonaro no 7 de Setembro em São Paulo

O objetivo do empresariado, no entanto, não é falar sobre a crise entre os Poderes que motiva os protestos

atualizado 03/09/2021 14:37

Presidente Jair Bolsonaro participa da solenidade de Passagem de Comando do Comandante de Operações Especiais em Goiania 4Rafaela Felicciano/Metrópoles

Empresários tentam articular um encontro com o presidente Jair Bolsonaro, em São Paulo, na próxima terça-feira (7/9), quando ele estará na capital paulista para participar das manifestações do 7 de Setembro.

O objetivo, porém, não é falar sobre a crise entre os Poderes que motiva os protestos. Empresários querem discutir com o presidente a desoneração da folha de pagamento, que acabará no fim deste ano.

Na quinta-feira (2/9), empresários se reuniram com o deputado federal Jerônimo Goergen (PP-RS), relator na Câmara do projeto que prorroga a desoneração, por mais cinco anos, para 17 setores.

O encontro aconteceu na casa do empresário Washington Cinel, dono da empresa de segurança Gocil, em São Paulo, e reuniu executivos das áreas imobiliária, educacional, varejo e tecnologia, entre outras.

O que querem os empresários

O pedido do empresariado é que o governo amplie a desoneração para todos os setores e torne o mecanismo permanente. Para isso, contudo, é preciso encontrar uma fonte de recursos para bancar o benefício.

Esses mesmos empresários também querem se reunir, na próxima semana, com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para discutir soluções para a ampliação da desoneração da folha.

O benefício permite às empresas substituir a contribuição previdenciária, de 20% sobre os salários dos empregados, por uma alíquota sobre a receita bruta da companhia, que varia de 1% a 4,5%.

Mais lidas
Últimas notícias