metropoles.com

Eduardo Bolsonaro decide ir ao RS: “Mostrar o que está acontecendo”

Filho “03” do ex-presidente Jair Bolsonaro, deputado Eduardo Bolsonaro embarca para o Rio Grande do Sul nesta quarta-feira (15/5)

atualizado

Compartilhar notícia

Elaine Menke/PL
Tarcísio Imagem colorida mostra Eduardo Bolsonaro, homem branco, calvo, de terno azul, sentado em uma mesa, olhando para frente - Metrópoles
1 de 1 Tarcísio Imagem colorida mostra Eduardo Bolsonaro, homem branco, calvo, de terno azul, sentado em uma mesa, olhando para frente - Metrópoles - Foto: Elaine Menke/PL

Filho “03” de Jair Bolsonaro, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) embarca nesta quarta-feira (15/5) rumo ao Rio Grande do Sul para visitar as regiões atingidas pelas enchentes no estado.

À coluna, Eduardo afirmou que o objetivo da viagem é “mostrar o que está acontecendo” no estado após as fortes chuvas e, assim, tentar “chamar a atenção” de autoridades internacionais.

“A ideia lá é ver a situação e se colocar à disposição, porque provavelmente vai ter medida que vai passar pelo Congresso Nacional. É chamar a atenção, inclusive de autoridades internacionais com as quais eu tenho contato, para ver se oferecem alguma ajuda, principalmente para reconstrução, porque vai ser necessário um ‘Plano Marshall’ (plano de reconstrução da Europa tocado pelos Estados Unidos após a 2ª Guerra Mundial) para reconstruir o Rio Grande do Sul. Pelos números que estou vendo, (o número de desabrigados) já está pior que os do furacão Katrina (em 2005, em Nova Orleans, nos Estados Unidos), mas a mobilização mundial não está no mesmo nível do Katrina”, disse Eduardo.

Com o aeroporto de Porto Alegre fechado, Eduardo viajará ao Rio Grande do Sul via Florianópolis. Segundo ele, um grupo ligado a um clube de tiro em Criciúma o ajudará a chegar até Porto Alegre.

“Estou indo com apoio dos amigos de um clube de tiro de Santa Catarina, de Criciúma. E a gente pretende ir lá para mostrar um pouquinho do que está acontecendo. Os caminhoneiros não estão mais tomando multa, mas existe essa discussão sobre fake news. O governo conseguir fazer isso ser discussão. Sou até investigado, inacreditavelmente”, completou.

Eduardo decidiu ir ao Rio Grande do Sul após ser pressionado por aliados. Bolsonaristas vinham defendendo um gesto do deputado ao estado, sobretudo porque sua esposa é gaúcha.

Além disso, aliados avaliam que a visita de Eduardo representará um gesto do próprio Jair Bolsonaro, que está impossibilitado de ir ao Rio Grande do Sul porque está internado em São Paulo.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comIgor Gadelha

Você quer ficar por dentro da coluna Igor Gadelha e receber notificações em tempo real?