Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

Aprovação do novo indicado para Petrobras deve durar mais de 2 meses

Integrantes da atual cúpula da estatal preveem que todo processo de análise do nome de Caio Paes de Andrade deve durar mais de 60 dias

atualizado 30/05/2022 7:47

Caio Mário Paes de AndradeDivulgação/Ministério da Economia

Embora tenha sido oficialmente indicado pelo governo como novo presidente da Petrobras há uma semana, Caio Mário Paes de Andrade ainda vai demorar para assumir o cargo, caso tenha seu nome aprovado pelo conselho de administração da estatal.

Na previsão de integrantes da atual cúpula da empresa, todo o processo de análise do nome do indicado, entre checagem de currículo e a assembleia dos acionistas para chanceler a indicação, deve durar entre dois meses e dois meses e meio.

Aliados de Paes de Andrade minimizam essa previsão. Na avaliação de pessoas próximas ao novo indicado pelo governo Jair Bolsonaro para comandar a Petrobras, o processo deve ser mais curto e durar cerca de um mês apenas.

Enquanto não houver aprovação, o atual presidente da estatal, José Mauro Ferreira Coelho, seguirá no cargo. Já Paes de Andrade também pretende seguir em seu atual posto: o de secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia.

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

 

Mais lidas
Últimas notícias