Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Naomi Matsui

Secretário admite que anda armado no trabalho

André Porciuncula afirmou que investiga esquemas envolvendo pessoas perigosas, mas não apontou fatos que corroborem posição

atualizado 30/05/2021 15:13

Câmara de Salvador

O secretário de Fomento e Incentivo à Cultura, André Porciuncula, responsável pela Lei Rouanet, admitiu neste domingo que tem o costume de levar arma ao trabalho.

Em uma rede social, Porciuncula afirmou que adotou o hábito após sair do Colégio Militar.

Disse também que leva a arma porque investiga esquemas de corrupção da Rouanet, o que envolve “gente bem perigosa” — mas não apontou nenhum fato que corrobore sua visão.

“Ando armado porque, além de ainda ser capitão, estou investigando o mau uso de bilhões de reais da Lei Rouanet. Esquemas de corrupção envolvendo gente bem perigosa”, disse Porciuncula.

A publicação foi uma reação a uma nota da coluna que mostrou que servidores têm se sentido desconfortáveis e receosos de emitir pareceres contrários à linha bolsonarista seguida por Porciuncula, acusação que o secretário nega, dizendo que só lida com diretores.

Servidores ouvidos pela coluna, entretanto, disseram que se sentem, sim, ameaçados.

Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna