Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Naomi Matsui

Produtores querem Doria defendendo o agronegócio na COP26

Sugestão do setor foi levada ao governador por meio do secretário de Agricultura e Abastecimento, Itamar Borges

atualizado 11/10/2021 22:24

Governador de São Paulo, João DoriaFábio Vieira/Metrópoles

O governador de São Paulo, João Doria, recebeu um pedido de representantes do agronegócio para que inclua uma defesa do setor no discurso que fará na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, a COP26, que ocorre entre 31 de outubro e 12 de novembro em Glasgow, na Escócia.

A solicitação é para que Doria fale sobre como o agronegócio brasileiro tem explorado práticas sustentáveis e que estão em conformidade com as legislações ambientais.

A sugestão foi levada a Doria pelo secretário de Agricultura e Abastecimento, Itamar Borges. Na conversa que teve com o governador, Borges afirmou que seria um importante contraponto em relação ao governo federal, que mais uma vez não deve ter representantes discursando no evento.

Doria deverá estruturar o discurso na COP26 com base em dois projetos desenvolvidos por sua gestão: o Refloresta SP, que promete recuperar 1,5 milhão de hectares de vegetação nativa até 2050, e a despoluição do Rio Pinheiros.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna