Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

O plano secreto de Renan para que o MDB não lance Tebet ao Planalto

Após levar o caso à Justiça, Renan aposta na falta de tempo para que partido não oficialize candidatura

atualizado 26/07/2022 0:04

Senador Renan Calheiros Hugo Barreto/Metrópoles

Renan Calheiros foi à Justiça para evitar que ocorra a convenção do MDB que deverá sacramentar a candidatura de Simone Tebet à Presidência. O argumento oficial é que a convenção, que será feita por videoconferência, não permitirá o voto secreto. Mas há uma estratégia oculta dentro dessa ação judicial.

Como presidente estadual da legenda em Alagoas, Renan publicou, dias atrás, um edital com aviso de convocação para que o partido discuta a distribuição do fundo partidário e o apoio a Lula.

Ou seja: se a Justiça deferir a liminar e cancelar provisoriamente a convenção prevista para esta quarta-feira (27/7), Renan acredita que o partido não terá tempo hábil para convocar nova convenção em apoio a Tebet, uma vez que, em tese, teria que, antes, reunir-se para discutir a distribuição do fundo partidário e o apoio a Lula.

O prazo para as convenções partidárias termina em 5 de agosto.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna