Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Naomi Matsui

MP pede ao TCU para investigar Paulo Guedes e Campos Netto por offshores

Ministro da Economia e presidente do Banco Central mantêm empresas em paraísos fiscais

atualizado 05/10/2021 19:49

Paulo guedes de olhos fechadosHugo Barreto/Metrópoles

O Ministério Público junto a Tribunal de Contas da União (TCU) pediu para que seja aberta uma investigação contra o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, para apurar se eles cometeram crimes ao manter offshores abertas em paraísos fiscais durante o exercício dos mandatos.

Na representação, o subprocurador-geral Lucas Rocha Furtado afirma que é dever do TCU determinar se os recursos usados por Guedes e Campos Neto para constituir participação nas empresas tiveram origem pública ou não.

Para Furtado, também é preciso investigar se Guedes e Campos Neto atuaram em situações de conflito de interesses. Ele aponta que as reportagens da série Pandora Papers, da qual o Metrópoles faz parte, apresentam fatos “relativos a essas autoridades [que] se chocam com o Código de Conduta da Alta Administração Federal”.

O subprocurador-geral afirma que a lei proíbe autoridades públicas que detenham informações privilegiadas, em razão dos cargos ou funções que ocupam, de manter investimentos que podem ter o valor ou a cotação afetados por decisões ou políticas governamentais.

Segundo apuração publicada pela coluna, Guedes pode ter lucrado R$ 14 milhões com a valorização do dólar apenas durante o seu mandato a frente da pasta.

O Pandora Papers é uma investigação global coordenada pelo Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ, na sigla em inglês). Clique aqui para ler todas as reportagens e assistir aos vídeos do especial multimídia.

Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna