Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Moro no União Brasil pode ser colega de Cunha, que mandou prender

A exemplo de Moro, Cunha negocia entrar na legenda que nascerá da fusão entre PSL e DEM

atualizado 20/01/2022 10:44

Sergio Moro se filia ao PodemosRafaela Felicciano/Metrópoles

Se o ex-juiz Sergio Moro decidir trocar o Podemos pelo União Brasil para concorrer ao Planalto, poderá ser colega de partido do ex-deputado Eduardo Cunha, que mandou prender na Lava Jato. A exemplo de Moro, Cunha negocia entrar na legenda que nascerá da fusão entre PSL e DEM.

Condenado por Moro pelos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva em 2016, Cunha vem conversando com interlocutores do União Brasil sobre sua possível filiação. Desde maio de 2021, após uma decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, Cunha está fora da prisão.

Filiado ao MDB, Cunha poderá deixar a legenda para se candidatar a deputado federal por São Paulo. Sua filha, Danielle Cunha, é dada como certa no União Brasil, onde tentará uma vaga na Câmara pelo Rio de Janeiro.

Moro confirmou, em conversas com aliados, que existem negociações para sua entrada no União Brasil. A razão para Moro trocar de sigla seria financeira. Interlocutores no União Brasil afirmaram que o ex-juiz ficou assustado com o orçamento para fretar voos na campanha.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna