Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Lindbergh Farias e o apoio a André Ceciliano ou a Molon

Alguns petistas têm a sensação de que Lindbergh Farias apoia mais a candidatura de Alessandro Molon do que a de André Ceciliano ao Senado

atualizado 02/05/2022 20:09

Edilson Rodrigues/Agência Senado

Alguns petistas têm a sensação de que Lindbergh Farias apoia mais a candidatura de Alessandro Molon do que a de André Ceciliano ao Senado.

A coisa foi reforçada porque o ex-senador esteve no lançamento da candidatura de Ceciliano ao Senado no sábado, na Baixada Fluminense, mas não foi chamado para discursar. Lindbergh foi prefeito em Nova Iguaçu, cidade da região, e saiu de lá falando a aliados mal do evento, que, para ele, mais parecia “um palanque de adversário”, pelo número de apoiadores de Cláudio Castro.

Embora houvesse políticos de esquerda, como Jandira Feghali, Benedita da Silva e o presidente do PT do Rio, Joãozinho, doeu em Lindbergh, segundo relato de quem falou com ele, a presença de outros políticos da região, aliados de Castro, e que vão disputar voto com ele para deputado federal, como Max Lemos.

Correu no partido que, após o lançamento, Lindbergh telefonou para a direção nacional e reclamou que não havia fotos suficientes de Lula ou menções ao ex-presidente. Ceciliano e aliados enviaram para integrantes do diretório nacional fotos e banners com o nome do petista, além de vídeos de pessoas gritando “Lula lá”.

Mas a impressão de que, no fundo, ele prefere Molon, ficou clara para o grupo de Ceciliano.

(Atualização às 19h45 de 2 de maio de 2022: Lindbergh Farias entrou em contato com a coluna e negou que tenha ligado para a direção nacional para fazer considerações sobre o evento de Ceciliano. Lindbergh confirmou que ficou chateado com a falta de espaço para ele, “ao contrário de bolsonaristas como Dr Luizinho”.)

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna