Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Janja, o machismo e a opinião de um velho conselheiro de Lula

Participação da socióloga na campanha é discutida à boca miúda no PT

atualizado 14/06/2022 16:04

ex-presidente Lula e a noiva Janja - MetrópolesRicardo Stuckert

A participação da socióloga Rosângela da Silva, a Janja, na campanha de Lula tem dividido opiniões no PT. Tem quem ache que ela tem opinado excessivamente nos atos do ex-presidente, sobretudo levando-o mais para a esquerda em uma série temas.

No entanto, para um velho conselheiro de Lula — petista histórico e um dos principais pensadores do partido — a socióloga tem sido alvo de uma “ciumeira infundada”. Ele argumenta:

“Janja serviu para visitar Lula na cadeia e apoiá-lo. Janja serve para ser militante do PT e lutar pelo partido. Mas Janja não serve para dar opinião pois aí está se intrometendo onde não deve? O nome disso é machismo.”

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna