Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Ex-assessor que admitiu esquema disse que Bolsonaro “gosta de bandido”

Waldir Ferraz deu a declaração numa mensagem em 2020

atualizado 23/01/2022 16:22

Jair Bolsonaro e Waldir FerrazReprodução

Waldir Ferraz, ex-assessor de Jair Bolsonaro que confirmou nesta semana à repórter Laryssa Rodrigues a existência do esquema de corrupção nos gabinetes dos Bolsonaros, com a devolução pelos servidores de parte de seus salários, já afirmou que o presidente “gosta de bandido”.

Em março de 2020, a coluna mostrou que Waldir deu a seguinte declaração em um áudio enviado a um interlocutor na Esplanada dos Ministérios:

“Só tem canalha mesmo. Os melhores são os que apareceram agora. E na verdade, o Bolsonaro gosta de bandido. Todos os bandidos são bem acolhidos. Como não sou, vou ficar de fora, mas não tem problema, não. São 30 anos jogados no lixo. Mas ninguém sai ganhando nesse mundo”.

Segundo amigos em comum dos dois, Bolsonaro e Ferraz estavam brigados em janeiro. O ex-assessor sentia que o presidente estava se afastando dele.

Na época, Ferraz disse que não quis dar nenhuma conotação criminal ao usar a palavra “bandido” e falou que ele e Bolsonaro se chamam pelo termo por “brincadeira”.

“Essa forma de vagabundo, bandido, a gente [Bolsonaro e Waldir] usa entre si. Não tem outra conotação. Isso é brincadeira entre a gente. Eu chamo as pessoas de vagabundo. Não é pejorativo, é o jeito de falar”, disse.

0

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna