Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Naomi Matsui

Equipe econômica diz ser impossível Bolsa Família 2.0, reajuste de servidores e teto de gastos

Mesmo com o espaço fiscal que será aberto no ano que vem, será impossível atender às duas demandas do presidente

atualizado 17/06/2021 19:05

Paulo Guedes, ministro da EconomiaEDU ANDRADE/Ascom/ME

A despeito dos interesses eleitorais de Jair Bolsonaro de criar um novo Bolsa Família, a R$ 300, e reajustar os servidores públicos, a equipe econômica já fez as contas e avalia que, mesmo com o espaço fiscal que será aberto no ano que vem, será impossível atender às duas demandas do presidente e respeitar o teto de gastos.

Difícil, eles sabem, será convencer Jair Bolsonaro disso.

Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna