Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Delegada Adriana Belém já foi investigada por evolução patrimonial

Adriana Belém foi presa com R$ 1,8 milhões em espécie dentro de sacolas de bolsas de grife

atualizado 13/05/2022 20:58

Adriana BelémReprodução/Instagram

Adriana Belém, a delegada presa com R$ 1,8 milhões em espécie, foi investigada pela Corregedoria Geral Unificada, órgão de correição da extinta Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro, por sua evolução patrimonial. A investigação, aberta em 2015, foi arquivada naquele mesmo ano.

A CGU investigou o patrimônio da delegada sob suspeita de não condizerem com seus ganhos como delegada. Na época, Belém era titular da 42ª DP do Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Em nota à coluna, a Polícia Civil informou que após as denúncias do Ministério Público do Rio de Janeiro, de que Belém favorecia máfias de jogo do bicho, a Corregedoria-Geral da corporação iniciará uma nova investigação.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna