Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Natália Portinari

Cidade que contratou Gusttavo Lima fez obra “histórica” por 70% menos

Com 30 mil habitantes, Campos Gerais pagou R$ 800 mil para Gusttavo Lima; obra na avenida principal custou R$ 236 mil

atualizado 01/06/2022 19:45

Gusttavo Lima cantor sertanejo em show. Ele usa camiseta azul estampada e tem cabelos pretos e barba preta Vinícius Schmidt/Metrópoles

Campos Gerais (MG), cidade de 30 mil habitantes que pagou R$ 800 mil para um show de Gusttavo Lima em setembro, comemorou como “marco histórico” uma obra de asfalto que custou R$ 236 mil, 70% a menos. Na última semana, outra prefeitura mineira, Conceição do Mato Dentro, cancelou um espetáculo de Gusttavo Lima que custaria R$ 1,2 milhão aos cofres públicos.

O contrato foi firmado em 25 de março entre o prefeito Miro Falcão, do PSDB, e a Balada Eventos e Produção, empresa de Gusttavo Lima. A apresentação será em 15 de setembro, na Festa do Peão de Campos Gerais.

Seis meses antes de gastar R$ 800 mil com o show do sertanejo, a prefeitura chamou de “marco histórico” uma obra na Avenida Getúlio Vargas, que corta a cidade e passa por uma rodovia estadual. A obra custou R$ 236 mil, sendo R$ 36 mil ao município. O restante foi pago por uma emenda parlamentar. Procurada, a Prefeitura de Campos Gerais não respondeu.

(Atualização às 19h44 de 1º de junho de 2022: Em nota, a prefeitura de Campos Gerais afirmou que a contratação de Gusttavo Lima foi regular e que as despesas da Festa do Peão serão cobertas pelas receitas do evento. Sobre a obra de asfalto comemorada pela prefeitura, o comunicado declarou que a despesa “não serve de comparação”.)

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
0

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna