Show de R$ 1,2 milhão de Gusttavo Lima em Minas é investigado pelo MP

Esse é o segundo show do cantor questionado pelo Ministério Público em menos de três dias. MPMG apura regularidade da utilização do valor

atualizado 27/05/2022 19:02

cantor Gusttavo LimaDivulgação

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) investiga de, forma preliminar, a contratação de um show do cantor Gusttavo Lima no valor de R$ 1,2 milhão pela prefeitura da cidade de Conceição do Mato Dentro, em Minas Gerais. O procedimento acontece dois dias após o MP de Roraima questionar a apresentação do sertanejo por R$ 800 mil no município de São Luiz.

Em nota ao Metrópoles, o MPMG afirmou ter instaurado uma “notícia de fato” questionando a regularidade da utilização de valores para pagamento de despesas durante a festividade Jubileu do Senhor do Bom Jesus do Matozinhos.

O evento acontecerá em junho e, além do cantor, contará com shows de Bruno e Marrone, Simone e Simaria e Zé Vaqueir, entre outros.

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

 

Segundo o IBGE, Conceição do Mato Dentro tem 17.500 habitantes. Para custear o show de R$ 1,2 milhão, cada morador (adultos, idosos e crianças) teria que pagar R$ 68,50.

Retorno de R$ 21 milhões

Em nota, a Prefeitura de Conceição do Mato Dentro informa que as contratações dos artistas se deram dentro da legalidade e que o evento atrairá 20 mil turistas e terá um retorno financeiro de mais de R$ 21 milhões.

Confira:

Resposta à Imprensa 27 05 22 (1) by Carlos Estênio Brasilino on Scribd

Show em Roraima

O Ministério Público de Roraima também investiga o valor da contratação do show do Gusttavo Lima pago pela Prefeitura de São Luiz, num total de R$ 800 mil. O órgão solicita informações do município sobre como os recursos foram arrecadados e também se haverá retorno para os moradores.

São Luiz tem um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 147,6 milhões, o segundo mais baixo de Roraima. A população da cidade é estimada em cerca de 8 mil habitantes. A prefeitura recebeu um prazo de 10 dias para dar esclarecimentos.

Em comunicado enviado ao Metrópoles, a equipe de Gusttavo Lima alegou não compactuar “com ilegalidades cometidas por representantes do poder público, seja em qualquer esfera”.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias