Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Arthur Lira voou de FAB para atos partidários de Bolsonaro e aliados

Presidente da Câmara, Arthur Lira foi a pelo menos oito atos partidários com voos da Força Aérea Brasileira (FAB), pagos com verba pública

atualizado 10/08/2022 16:38

Arthur Lira no lançamento da candidatura de Jair BolsonaroReprodução

O presidente da Câmara, Arthur Lira, usou voos da Força Aérea Brasileira (FAB) para ir a pelo menos oito eventos partidários no último mês, em que promoveu sua campanha e de aliados à reeleição. Além de ir ao lançamento da candidatura de Jair Bolsonaro com a camiseta “Bolsonaro 22”, Lira visitou o pai, prefeito Benedito de Lira, com voos pagos com dinheiro público.

Na noite de 27 de junho, uma segunda-feira, Lira embarcou em um avião da FAB para Maceió, capital de seu estado, com outros oito passageiros, cujos nomes são ocultados pela Aeronáutica. O motivo alegado para o voo foi “serviço/segurança”. No dia seguinte, recebeu Jair Bolsonaro ao lado de seu pai, Benedito Lira, ex-senador e atualmente prefeito de Barra de São Miguel (AL).

Nesse evento de entrega de moradias populares na cidade, Benedito de Lira aproveitou o discurso, transmitido pela estatal TV Brasil, para xingar uma pessoa na plateia: “Você não conhece a história de Alagoas, não. Saia daqui, vai embora, filho da puta”. Bolsonaro e Lira, também no palco, sorriram.

Um dia depois, na quarta-feira (22/6) cedo, Lira pegou outro avião da FAB para retornar a Brasília. A prática se repetiria mais duas vezes em julho, para que Lira fosse a sete eventos partidários.

Na noite de 23 de julho, um sábado, Lira voou de FAB de Maceió a Belo Horizonte. No domingo (24/7), embarcou de manhã da capital mineira ao Rio de Janeiro. A convenção do partido do presidente ocorreria naquele dia no Maracanãzinho, na Zona Norte. Lira vestiu naquele dia a camiseta “Bolsonaro 22”, mencionando o número do presidente antes do começo da campanha.

Depois do evento, retornou de FAB para Maceió. Fez eventos públicos com aliados e pré-candidatos em Pilar (AL) na segunda-feira (25/7) e Atalaia (26/7) na terça-feira (26/7). À noite, pegou outro voo da FAB para Brasília.

Após dois dias, Lira estava de volta a Maceió, também levado pela estrutura da FAB. Nesse périplo, foi a eventos partidários em Arapiraca (AL) e Maceió, no dia 30, e em Maragogi (AL) e Barra de São Miguel (AL) no dia 31.

Em Arapiraca, fez atos públicos com seus aliados que concorrem ao governo, Rodrigo Cunha, e ao Senado, Davi Davino. Já em Barra de São Miguel encontrou o prefeito Benedito de Lira, seu pai. À noite, voltou de FAB para Brasília.

Procurado, Arthur Lira afirmou que seus voos com a FAB buscam “agilizar o cumprimento de agenda” e “medidas de segurança”. “Tudo legal e seguindo as orientações dos órgãos institucionais”, afirmou.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna