Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

ACM e Mandetta alertaram Moro de risco ao ir para União Brasil

Sergio Moro telefonou para lideranças do DEM para se consultar sobre uma eventual saída do Podemos para o União Brasil

atualizado 02/02/2022 16:39

Sérgio Moro (Podemos), durante lançamento do livro Contra o Sistema da Corrupção, no Teatro Renaissance em São Paulo 1 Fábio Vieira/Metrópoles

O ex-prefeito ACM Neto e o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta disseram a Sergio Moro que trocar o Podemos pelo União Brasil seria um movimento arriscado para o projeto presidencial do ex-juiz.

Em conversas individuais com Moro, Neto e Mandetta afirmaram que o União Brasil segue muito dividido e que não está claro qual será a composição da cúpula do partido após a fusão entre DEM e PSL.

Neto é contrário ao lançamento de um candidato à Presidência pelo União Brasil por entender que o envolvimento no debate nacional poderá prejudicar sua campanha ao governo da Bahia.

A coluna mostrou que a presidente do Podemos, Renata Abreu, se reuniu com o futuro presidente do União Brasil, Luciano Bivar, para tratar da filiação de Moro, mas a iniciativa naufragou porque Renata não sentiu segurança de que Bivar levaria a candidatura do ex-juiz até o fim.

Os partidos ainda mantêm conversas para formar a chapa presidencial, sendo que Bivar manifesta interesse em ser o vice de Moro. A alternativa não é descartada pelo Podemos.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
0

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna