Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Natália Portinari

A estratégia de Lula para convencer sobre PEC da Transição

Lula acredita que o Congresso aprovará a PEC excluindo por quatro anos o Bolsa Família e alguns gastos sociais do teto de gastos

atualizado 20/11/2022 0:51

lula discursa em lisboa - Metrópoles Reprodução/Twitter

Lula passará a expor o baixo orçamento previsto para as áreas sociais, caso a PEC da Transição não seja aprovada e o pagamento do Bolsa Família e outros gastos sociais continuem a contar como despesa no teto de gastos.

Segundo Lula contou a interlocutores no almoço que teve em Lisboa na última sexta-feira (18/11), ele passará a citar o baixo orçamento da Educação, da Saúde, do Meio Ambiente, entre outras, para defender que, se não houver uma mudança no cálculo, os investimentos para melhorar a oferta de serviços públicos não ocorrerão.

Lula acredita que o Congresso aprovará a PEC da Transição excluindo por quatro anos o Bolsa Família e alguns gastos sociais do teto de gastos.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna