Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

TSE rejeita pedido de Rollemberg para cassar mandato de Ibaneis

O TSE entendeu não haver comprovação de que as propagandas negativas de sindicatos contra Rollemberg beneficiaram Ibaneis nas eleições

atualizado 24/03/2022 12:58

Homens falam em microfone retrô Igo Estrela/Metrópoles

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou um recurso da chapa do ex-governador Rodrigo Rollemberg (PSB) que tinha objetivo de cassar o mandato do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB).

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

Rollemberg alegou abuso dos poderes econômico e político, uso indevido dos meios de comunicação social e captação ilícita de recursos de campanha, nas eleições de 2018.

Segundo o ex-governador, as irregularidades ocorreram com o “uso indevido de sindicatos” para promover propaganda negativa dele e, em contrapartida, beneficiar o adversário.

Os ministros do TSE rejeitaram os pedidos de Rollemberg por maioria. Apenas o ministro Luis Felipe Salomão divergiu dos demais magistrados.

“Embora os recorrentes tenham demonstrado a realização de diferentes modalidades de propaganda eleitoral negativa em desfavor de Rodrigo Rollemberg, não comprovaram que tais práticas foram aptas a beneficiar a candidatura de Ibaneis Rocha, de modo a comprometer o equilíbrio das eleições”, diz trecho do acórdão publicado no último dia 10 de março.

Mais lidas
Últimas notícias