Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Terracap arrecada R$ 190 milhões com imóveis na 1ª licitação de 2021

Por meio do pregão realizado nesta sexta-feira (12/2), a Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal vendeu 81 imóveis

atualizado 12/02/2021 16:06

Setor NoroesteAgência Brasília

A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) arrecadou R$ 189.682.481,85 com a venda de 81 imóveis, na primeira licitação de 2021. O pregão, realizado nesta sexta-feira (12/2), foi transmitido ao vivo pelo YouTube.

O presidente da Terracap, Izidio Santos, considerou que o resultado do certame deve-se ao bom momento do setor imobiliário. “As licitações refletem as perspectivas do mercado. Esses lotes vendidos hoje vão render empreendimentos, empregos e oportunidades. E o dinheiro arrecadado pela Terracap vira melhorias em infraestrutura e novos projetos”, afirmou.

Na avaliação do diretor de Comercialização da Terracap, Júlio César Reis, a mudança de comportamento observada durante a pandemia da Covid-19 impactou diretamente o mercado de imóveis: “As pessoas estão preferindo morar com mais espaço e estão fazendo de suas residências os seus escritórios de trabalho. Então, tem muita gente trocando de residência”.

Em razão da pandemia, a Terracap tem feito as licitações por meio de um sistema misto, que mescla atividades on-line e presenciais. Segundo o presidente da estatal, o novo modelo continuará sendo usado, mesmo quando a crise sanitária for superada. “O sistema permite a compradores não tradicionais participar das ofertas ao lado de nossos parceiros conhecidos”, pontuou.

Destaques

A maioria dos 120 imóveis ofertados pela Terracap são destinados a comércio, habitação coletiva e residências unifamiliares.

Uma área mista de 463 m², do Riacho Fundo II, tinha preço estimado em R$ 431 mil, mas, após receber 15 ofertas, o imóvel foi vendido por R$ 1,7 milhão. O valor final, quatro vezes a mais que o previsto, representa o maior ágio do certame.

Cinco projeções residenciais no Setor Noroeste, todas na Quadra 105, foram arrematadas por ofertas entre R$ 20 milhões e R$ 25 milhões, valores superiores ao lance mínimo de R$ 17,3 milhões.

O campeão de interesse foi um lote residencial de 144 metros quadrados, na QE 52 do Guará, com 21 propostas.

No início desta semana, a Terracap também colocou à venda 15 imóveis, por meio de um leilão. Com baixa adesão, terrenos foram reintegrados ao patrimônio da agência e devem ser incluídos em uma próxima licitação, com preços iniciais menores.

0

 

Últimas notícias