Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Presidente do STF e Arthur Lira pedem reforço na segurança para dia 1º

Rosa Weber e Arthur Lira pediram "atenção especial" à segurança no dia 1º de fevereiro, dia da reabertura do ano no STF e no Congresso

atualizado 25/01/2023 17:24

Rosa Weber, ministra do Supremo Tribunal Federal - Metrópoles Daniel Ferreira/Metrópoles

O interventor federal na Segurança Pública do DF, Ricardo Cappelli, disse que a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Rosa Weber, e o presidente da Câmara, Arthur Lira, pediram “atenção especial” em relação à segurança em Brasília em 1º de fevereiro, na reabertura do ano no STF e no Congresso Nacional.

Cappelli confirmou, durante coletiva nesta quarta-feira (25/1), que a intervenção do governo federal na área de segurança distrital acaba definitivamente no dia 31 de janeiro.

“Como a intervenção se encerra no dia 31, a gente já começou a fazer todo o planejamento para o dia 1º, para as posses dos deputados e deputadas”, afirmou.

“Em função disso, a governadora decidiu antecipar o anúncio do secretário de Segurança do DF, para que possamos iniciar o processo de transição com absoluta harmonia e restabelecer tranquilidade”, disse Cappelli.

O interventor participou do anúncio do novo secretário de Segurança Pública do DF, Sandro Avelar. Cappelli e Avelar trabalharão juntos na transição da segurança, inclusive no planejamento para que tudo ocorra tranquilamente em Brasília no próximo dia 1º.

Mais lidas
Últimas notícias