Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Parlamentares do PT defendem candidatura de Rosilene Corrêa ao Senado

Assinaram o manifesto os distritais Chico Vigilante e Arlete Sampaio e a deputada federal Erika Kokay

atualizado 17/05/2022 20:12

Fotografia colorida de mulher com camiseta cinza segurando microfone com a mão esquerda e mostrando mão direitaReprodução/Instagram

Três parlamentares do Partido dos Trabalhos do Distrito Federal (PT-DF) assinaram uma nota de apoio à candidatura de Rosilene Corrêa ao Senado Federal. Rosilene é um dos nomes dentro do diretório local da sigla cotados para assumir a pré-candidatura ao Governo do DF (GDF).

Assinaram o manifesto os distritais Chico Vigilante e Arlete Sampaio e a deputada federal Erika Kokay.

O apoio à ida de Rosilene ao Senado é divulgado em momento de indefinição dentro do PT. Na última semana, o diretório nacional do partido decidiu que será o responsável por apontar o candidato da federação com o PV e o PCdoB ao Palácio do Buriti.

Na nota divulgada pela legenda, é destacado que, além das pré-candidaturas de Geraldo Magela e Rosilene Corrêa dentro do partido, o PV “apresentou como seu único pleito entre as indicações para as chapas majoritárias, o nome do deputado distrital Leandro Grass como candidato” ao GDF.

PT cancela encontro e decidirá candidato ao GDF no diretório nacional

O entendimento nos bastidores é de que Grass será o escolhido. Assim, Rosilene deve aceitar a indicação ao Senado. Procurada pela coluna, Rosilene afirmou que está à disposição do partido. “Meu nome está à disposição para aquilo que o partido entender ser o melhor e o necessário. Se entenderem que posso contribuir com o Senado, vou contribuir para o partido, para o Distrito Federal e para o Brasil”, disse.

Com as indefinições e possível definição pela indicação de Grass ao GDF, Magela já desistiu do Buriti e também quer tentar uma vaga no Senado.

Leia a nota de apoio na íntegra:

“Vivemos um momento decisivo no país e no DF. A democracia está ameaçada e os direitos sociais em risco. As eleições serão portanto uma batalha decisiva.

Compreendemos o esforço da Direção Nacional do partido em construir uma unidade politica capaz de derrotar o fascismo e o neoliberalismo nas urnas aqui no DF e no Brasil. E com o intuito de ajudar a construir essa unidade é que apresentamos o nome da companheira Rosilene Corrêa desde 2021.

É certo que ainda consideramos sua pré-candidatura a mais competitiva para disputar e derrotar Ibaneis. Mas, ao mesmo tempo, entendemos a necessidade de realizar composições para alcançar nosso objetivo principal: eleger Lula Presidente!

Diante das definições de composição da chapa majoritária, que ainda estão em curso, defendemos que o melhor no DF para garantir força nas eleições e votos para Lula é construir uma chapa representativa e, por isso, não abrimos mão da representatividade das mulheres na chapa majoritária.

Nesse sentido, indicamos a companheira ROSILENE CORRÊA para a pré-candidatura ao SENADO. Lembramos que a Executiva Regional, por unanimidade, decidiu inscrever o companheiro Magela, a companheira Erika e a companheira Rosilene para todos os cargos.

Assim, defendemos a sua pré-candidatura para o SENADO por entendermos que o seu nome aglutina o PT, agrega melhor o campo progressista no DF e, principalmente, expressa o empoderamento político das mulheres, que será um fator determinante nessas eleições.”

Quer ficar ligado em tudo o que rola no quadradinho? Siga o perfil do Metrópoles DF no Instagram.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias