Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

MPDFT recebe denúncia contra sessão da CPI da Covid que ouviu Nise

O MPDFT abriu um procedimento investigatório criminal para apurar se foi cometida injúria durante depoimento da médica Nise Yamaguchi

atualizado 12/07/2021 17:25

a médica Nise Yamaguchi em depoimento a cpi covid 19 cloroquina governo bolsonaroRafaela Felicciano/Metrópoles

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) recebeu denúncia contra a sessão da CPI da Covid-19 na qual a médica Nise Yamaguchi foi ouvida.

Um procedimento investigatório criminal foi aberto para apurar se houve injúria dos integrantes da CPI contra a médica bolsonarista. As informações chegaram ao órgão por meio da Ouvidoria.

À coluna Grande Angular, o MPDFT confirmou que vai analisar os fatos relatados para verificar se houve, de fato, situação que configure crime. “O processo está em uma Promotoria de Justiça Especial Criminal”, disse.

“Misoginia e humilhação”

Nise Yamaguchi processou os senadores Omar Aziz (PSD-AM), presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, e Otto Alencar (PSD-BA) por danos morais. Ela pede indenização de R$ 160 mil a cada um dos parlamentares.

Na denúncia feita ao Tribunal de Justiça do DF e dos Territórios (TJDFT), Nise argumentou ter sido vítima de misoginia e humilhação durante seu depoimento à comissão no dia 1º de junho.

0

Nise foi convocada pelo colegiado por ser defensora do uso da cloroquina no tratamento da Covid-19. Além disso, foi nominalmente citada como uma das integrantes do chamado “ministério paralelo”, que supostamente assessorava o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre medidas de enfrentamento à pandemia.

Mais lidas
Últimas notícias